Mensagens

Imagem
 Novo membro do Clube RUN 4 FUN: João Campos 1. Há quanto tempo corres/caminhas? De forma regular, desde janeiro de 2012, sendo que anteriormente já tinha participado em algumas provas (Corrida do Tejo, Mini’s da Ponte). 2. Porque corres/caminhas? Principalmente para me manter saudável e para relaxar. Para mim o exercício aeróbico em geral, e a corrida em particular, ajudam-me a relaxar e a conseguir pensar na solução de alguns problemas.   3. Onde treinas e com que frequência? Geralmente, e maioritariamente, em Lisboa. Zona de Santa Apolónia e Monsanto são os poisos mais regulares, sendo que faço também incursões a outros sítios dentro e fora da cidade. 4. Qual a prova que mais gostas? E a que mais te marcou? A prova de que mais gosto é sem dúvida a Maratona de estrada, é a prova que nos põe no lugar e que as faz ver tudo em perspectiva. No entanto é uma distância complicada, e considero a Meia Maratona uma distância mais amigável, gostando bastante de a correr também. A

Novo membro: Lara Machado

Imagem
  1 Há quanto tempo corres/caminhas? ·         Comecei a participar nas caminhadas da Carmen em 2019, tive conhecimento das mesmas através do meu marido que já corria pelos Run 4 Fun. 2 Porque corres/caminhas? ·         Caminhar é uma atividade física que me proporciona imenso prazer e que ao mesmo tempo me permite conhecer todo o tipo de pessoas. 3 Onde treinas e com que frequência? ·         Maioritariamente no concelho de Almada. 4. Qual a prova que mais gostas? E a que mais te marcou? ·         A Seixaliada por ter sido a primeira caminhada longa que fiz e a S. Silvestre do Seixal por ter sido a primeira prova de 10 km que fiz toda a correr. 5 Quais os teus próximos objectivos? ·         Continuar a caminhar, descobrir novos percursos e quem sabe acrescentar um pouco de corrida às caminhadas habituais. 6 O que é para ti o RUN 4 FUN? Que benefícios retiras de pertencer ao Clube? ·         É um conjunto de pessoas motivadas que partilham o gosto pelo desporto e pelas atividades outdo
Imagem
 PARABÈNS RUN 4 FUN - 13º Aniversário (Julho 2021) Em Julho de 2021, o nosso Clube comemorou o 13º aniversário. Como forma de assinalar esse dia, vem sendo tradição, fazermos um treino seguido de um convívio e respetivo recovery. O ano passado, como todos sabemos, pelas razões da pandemia não havia condições para nos juntarmos e fazer nem o treino nem o convívio. Em 2020, não deixamos de assinala a data, mas ficamos pelo registo online. Este ano, estávamos com esperança e muita vontade de não deixar “cair” a data sem pelo menos tentarmos concretizar um treino presencial para marcar essa. Pois, em qualquer Clube, o registo histórico destes momentos adquirem uma importância enorme. Torna-se premente que os dirigentes assinalem esse dia e que todos os membros acarinhem a ou as iniciativas. Por isso, cientes dessa importância, e apesar das dificuldades inerentes às questões do covid19 em 2021, assim como das regras sobre os ajuntamentos na via pública e eventos sociais desportivos, o pes
Imagem
Novo membro: Elisabete Barros Silva  1 Há quanto tempo corres/caminhas? Desde 2014 2 Porque corres/caminhas? Gosto de me sentir 3 Onde treinas e com que frequência? Por Almada – 1 a 3 vezes por semana 4. Qual a prova que mais gostas? E a que mais te marcou? Provas, só fiz duas (S. Silvestre Almada 2019 e os 10km da “meia na areia”2021). Não sou de provas J . Mas a minha primeira experiencia de caminhada, embora fora deste contexto (“Caminho de santiago”) foi a que mais me marcou. 5 Quais os teus próximos objetivos? Não tenho objetivos determinados, mas não parar é com certeza [E1]   o meu foco. 6 O que é para ti o RUN 4 FUN? Que benefícios retiras de pertencer ao Clube? Gosto do conceito, pelo menos da forma como o entendo: praticar atividade física, em contacto com a “natureza” – pelo menos ao ar livre J , de forma alegre e divertida e em boa companhia. Tudo isto é beneficio para quem pertença ao clube. 7 Uma mensagem aos membros do Clube. As “caminhadas (cor

A nossa atleta Inês Sepúlveda

Imagem
A Inês entrou para os RUN 4 FUN há um ano, mais precisamente a 22 de agosto de 2020 E haverá melhor comemoração da efeméride que a entrevista que se impõe? Nome:              Inês Sepúlveda Idade:             33 Profissão:     Auxiliar de apoio domiciliário e fisioterapia Há quanto tempo corres? Desde 2013 Porque corres? Por ser, para mim, algo terapêutico e antidepressivo. Mantém-me sã e saudável Onde treinas e com que frequência? Gosto de variar os locais de 3 a 4 vezes por semana Qual a prova que mais gostas? E a que mais te marcou? O Ultra Trail de Conímbriga Terras de Sicó Quais os teus próximos objetivos? Neste momento voltar a Sicó e futuramente participar no MIUT e, quiçá, num futuro longínquo, no ALUT. O que é para ti o RUN 4 FUN? Que benefícios retiras de pertencer ao Clube? Um grupo de pessoas de "péssimas influências" que te deixam com fome por mais quilómetros, por novas aventuras, por te superares pessoalmente e que nos fazem querer testar os nos

Ponte 516 e Passadiços do Paiva

Imagem
Era um desejo desde que soubemos que a ponte iria ser construída, atravessá-la👍😆. Em maio deste ano foi inaugurada e foi imediatamente, um sucesso. Tanto assim que a revista Time, há algumas semanas atrás, elegeu os Passadiços do Paiva e a Ponte 516 como um dos melhores 100 sítios do mundo https://visao.sapo.pt/atualidade/sociedade/2021-07-21-coimbra-e-arouca-na-lista-da-time-dos-100-melhores-sitios-do-mundo/.  Definimos que este ano iriamos passar as nossas férias de Verão em Portugal. E há cerca de uma semana definimos um plano, no qual entrou em primeiro lugar a visita à nova ponte do geosítio de Arouca. Os bilhetes são comprados no sítio da organização, com data e hora definidas, pois há um limite diário de 500 pessoas que podem atravessar a ponte. Em 364 dias por ano, exceto se as condições atmosféricas não o permitirem. Podemos comprar bilhete apenas para atravessar aponte, ou então um bilhete conjunto para ponte e passadiços. Foi esta 2ª opção que escolhemos, apesar de já term

Novo membro: Nuno Couceiro

Imagem
  1 Há quanto tempo corres/caminhas? Perto de 3 anos 2 Porque corres/caminhas? Sempre fiz desporto, fui jogador de futebol11 durante cerca de 15 anos, tinha um vicio horrivel (tabaco) que consegui deixar há cerca de 3 anos, periodo que cola com o inicio do gosto pela corrida…a partir daí tenho alargado os horizontes aos poucos…. 3 Onde treinas e com que frequência? Treino em Almada, Costa Caparica, Cacilhas, etc. Treino com bastante frequência, cerca de 5 dias em 7 por semana…um limite minimo de 65 a 70 kms semana. 4. Qual a prova que mais gostas? E a que mais te marcou? Nunca fiz prova alguma. Está certo que farei este ano em modo estreia, a “meia” de Lisboa no próximo dia 17 Outubro. 5 Quais os teus próximos objectivos? Apenas evoluir e aprender…. 6 O que é para ti o RUN 4 FUN? Que benefícios retiras de pertencer ao Clube? Para já tem sido óptimo correr acompanhado, fiz poucos treinos ainda… Aumenta as expectativas, o que para mim é óptimo…alimenta também o espirito competitivo e a v

Novo membro: Cláudia Gama

Imagem
  1 Há quanto tempo corres/caminhas? ·         Caminho, com maior regularidade, desde Jul 2019. Nos anos anteriores também caminhava (caminhada, peddypaper, orientação), mas, principalmente, quando me inscrevia em iniciativas promovidas pelas Associações (ex. Lebres do Sado/CIMO) ou outras entidades locais (ex. Juntas de Freguesia/Autarquia)   2 Porque corres/caminhas? ·         Caminho enquanto atividade de lazer e de socialização; enquanto atividade promotora de bem-estar físico e mental.   3 Onde treinas e com que frequência? ·         Nos últimos anos   caminho essencialmente no concelho de Almada (zonas centrais e menos centrais); Quando surge oportunidade faço caminhadas noutras zonas, da área metropolitana de Lisboa. ·         Procuro caminhar, equando o contexto profissional e pessoal o permite, às 2ª feiras, 4ª feiras (Treino da Paz- Run4Fun) e fins-de-semana. 4. Qual a prova que mais gostas? E a que mais te marcou? ·         Marcha dos Fortes (2019). Marco

Ultra Trail Serra da Freita 65k

Imagem
ULTRA TRAIL SERRA DA FREITA 65K – 26 junho 2021 Há muito tempo que não ia tão desinformada para uma prova. Só sabia que eram 65k e que o tempo limite para os 21k iniciais era de 6h. Em julho de 2020 fizera um Trail Camp 4 Fun Montanhas Mágicas , pelo que achava que sabia ao que ia. Inscrita na prova, distando apenas 3 semanas do TPG, pretendia fazer uma bela caminhada em grupeta, com banhos incluídos nas cascatas, tirar fotos e desfrutar do percurso com amigos. Tudo mudou com a lesão da Sandra Simões numa queda sem história. Faltava-me a Homónima para a brincadeira e deixei que a prova decidisse por mim a estratégia a seguir. Parti sozinha às 6h20, depois de todos já estarem em prova, mas rapidamente encontrei o Luís Afonso sentado numa rocha a descansar e avançámos juntos, contudo ele ficou para trás a acusar um ritmo cardíaco demasiado acelerado na subida. Mais à frente encontro o Rui Faria e o Teodoro Trindade e disse-lhes que passara o Lafões e presumia que ele demorasse, pel
Imagem
  TransPeneda-Gerês 165k – 1ª edição Quando o sonho das 100 milhas se torna realidade            Foram os 2kms finais no EstrelAçor, quando estivemos perdidos no meio da tempestade (eu, a Sandra Simões e o Teodoro Trindade), que me mostraram que estava preparada para uma aventura mais desafiante. O TPG com as suas 50h de tempo limite, uma altimetria de perto de 9500 D+, abastecimentos distando cerca de 30k entre eles, com os 65k iniciais sem marcação, apenas com track configuravam o desafio que procurava. Trail Camp Pau Capell 29/4 a 1/5 2021          O confinamento beneficiou-me no que aos treinos diz respeito, isso e os desafios R4F. Treinei muito, pus muitos kms nas pernas, mas a impossibilidade de mudar de concelho limitou-me os treinos de altimetria. O Trail Camp, a um mês da prova, depois de ter sido adiado por questões pandémicas, era o treino que necessitava para perceber se era capaz de cumprir o desafio a que me propunha. Em 4 dias cumprimos praticamente todo o tr

Alex Supertramp na Freita

Imagem
Dizem que a vida não é só corrida. Sendo impossível discordar, acrescento que a própria corrida não é só corrida. Eu mesmo, não sou só eu mesmo e as provas têm servido para expressar isto mesmo, através de narrativas e personas efémeras, fora do eu habitual, sempre acompanhadas de um  facial hair design  demasiado duvidoso para o quotidiano. Pedrito Riveras, o maratonista sevilhano sub-4h BMTR, e Peter McRiver, o Jedi da Lama Abutrica, são alguns exemplos. Cansado de dar voltas ao meu primeiro e último nome, virei-me para outras opções do meu cartão do cidadão e inspirei-me numa personagem real que muito me fascina. Desta vez, seria Alex Supertramp. O wikipedia revelará mais, muito mais, mas adianto que o rapaz, o verdadeiro, também foi corredor, capitão de equipa de corta-mato na escola e motivava os colegas com frases como "corram contra as forças da escuridão, contra todo o mal do mundo, todo o ódio.". Não vou alongar-me sobre a personagem. Apenas direi que admiro a sua co