domingo, 5 de fevereiro de 2012

Esta é sobre pessoas.... e não só!!


Caros amigos,

Vivi hoje um dos dias mais complicados da minha vida, o qual confirmou algumas das minhas mais profundas convicções.

Viemos hoje a Luísa e eu, de Burgos para Pas de la Casa, em Andorra. Saímos de Burgos às 8:30 e chegámos perto das 20 horas, depois de cerca de 700 km de estrada no carro da Luísa (eu chamo-lhe sempre Luisínha) por ela conduzida.

Praticamente viemos todo o caminho sobre um nevão. A cerca de 150 km de Pas de la Casa, tivemos de colocar as correntes para a neve pois a estrada já estava dela cheia. Eu não tenho muito jeito para trabalhos manuais, posso até dizer que sou um bocado "nabo" nessas artes e embora há algum tempo já tenha conseguido montar umas correntes no nosso carro, desta vez não fui capaz.

Restou-nos pedir ajuda, primeiro a um jovem galego que se prontificou a colocá-las, mas que não foi capaz. Pedimos depois ajuda a um simpático francês que parou à nossa frente para colocar as correntes no seu carro. Ele prontificou-se ajudar-nos e lá colocou as correntes. Contudo, uma delas não ficou muito bem colocada e passado algum tempo parámos para ver o que se passava.

O nosso amigo francês parou logo a seguir e veio ter connosco para ver o que se passava. Lá desmontou de novo a corrente da roda direita, viu e corrigiu o problema e colocou-a de novo, agora sem qualquer problema.

Estes dois fatos são uma prova mais de que existem muitas pessoas boas, disponíveis para ajudar desconhecidos em condições difíceis, pois nevava intensamente e o nosso amigo ficou cheio de neve. Infelizmente nem lhe perguntei o nome, mas agradeci-lhe a preciosa ajuda.

O pior estava para vir. Quando chegámos a Foix, cerca de 70 km antes de Pas de la Casa pensámos ficar aí a passar a noite, mas decidimos seguir. Daí a pouco ficou noite. Os restantes 50 km para Pas de la Casa foram algo de indescritível particularmente nos últimos 15/20 km onde a neve era intensa, estava escuro, os carros à nossa frente avançavam lentamente a 20/30 à hora, às vezes menos. A temperatura baixava, chegando até aos -6,5. A cerca de 10 km de Pas de la Casa, começou um vento intenso que por vezes nos deixava completamente "cegos", sem ver 2 metros à nossa frente. E a estrada cheia de "lacetes" e de neve e de carros a descerem. Os últimos 5 km foram feitos quase sempre em 1ª ou 2ª e a velocidade não passou dos 10 km/hora.

Chegámos finalmente a Pas de la Casa e só tenho que agradecer à Luisinha que foi uma condutora excecional, sempre calma e no controlo da situação, o que é a sua condição normal. Confesso que rezei vários "Pai Nosso" o que costumo fazer, quando estou em dificuldades, ou não. Também o fiz algumas vezes nos Trilhos dos Abutres.....

Mas correu tudo bem e esperamos ter 5 dias de Sol para fazermos umas boas pistas.

Runabraços

Na foto, já na garagem do hotel, após a nossa "aventura".


7 comentários:

Orlando Ferreira disse...

Tal como (quase) sempre na vida, é preciso é saber manter a calma.
Para descontrair, depois dessa "fria" aventura de carro, ficamos à espera de reportagem relativa a corrida.
Boas férias.

Nuno Sentieiro Marques disse...

Caro Amigo,

Relativamente à qualidade humana de pessoas com as quais nos cruzamos cada dia...perdoem-me a falta de humildade mas os R4F estão muito bem compostos por pessoas que estão sempre dispostas a ajudar, partilhar, acompanhar, sem pretender nada em troca, mas apenas e só pelo espítito solidário e porque é bom o sentimento de podermos ser úteis, de podermos ajudar alguém em dificuldades...e meus amigos, ambos os dois, são dos nossos melhores exemplos disso mesmo.
E sempre sob uma natural e franca simpatia.
Bem-hajam.

Relativamente aos "pais nossos" ...eu também sou crente, mas já vi que lá por "tua casa", é como na "minha" ... o "Dues do carro" é ela.
Grande mulher Luísa, conduzir sob essas condições...upa upa, o importante é a aventura ter corrido bem e servir para mais um fantástico relato.

Agora divirtam-se e aproveitem ao máximo os dias que se seguem.

Até Sevilha, onde espero ouvir da "primeira pessoa" detalhes mais ajustados desta aventura :-) .

Runabraços

Ze Carlos disse...

Boa semana de ski!

Grande abraço

Zè Carlos Santos

Ndda disse...

Aproveitem a estadia.

Concordo com o NSM.

São ambos exemplos de ...

Quem está sempre pronto a ajudar o próximo em troca de nada...

foi apenas uma demontração de que existem mais como Vós que gratuitamente auxilia.

Obrigado pela partilha,

SkyAbraços,

NDA

Luis Matos Ferreira disse...

É a existência de bons Samaritanos como esses, que encontramos a cada esquina da vida, que faz com que a vida valha a pena. Tenham umas boas férias, apesar desse começo algo atribulado! Abraços.

Cesar Moreira disse...

pessoas boas sabem reconhecer outras pessoas boas...

Divirtam-se

RunAbraço

PMendes disse...

olá João.
estiveste em pas de la casa em que dias? eu tb estive lá, de 5 a 11.
cumpt
PMendes