terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Treino dos Chafarizes - Uma co-produção Run 4 Fun e amigos "locos que corren"

"Chafariz" (do Árabe, SAHRIDJ) - obra de alvenaria, com uma ou mais bicas, por onde corre água potável; bebedouro publico.
A história de Lisboa sempre esteve relacionada com a água, quer seja o rio que aqui desagua, quer seja a permanente escassez que a cidade sempre teve que enfrentar.
Os 10 Chafarizes Monumentais estavam (quase todos) na rede de distribuição do Aqueduto das Águas Livres. Hoje encontram-se secos (excepto o chafariz do Carmo) e a precisar de restauro, mas a sua história e arquitetura continuam a ser formidáveis e a merecer atenção.
Ao redefinir o percurso e depois fazerem os reconhecimentos (3) acabaram por acrescentar aos Chafarizes Monumentais alguns outros locais (chafarizes de Dentro, das Moiras e do Largo do Mastro além do reservatório do Patriarcal).
Quem “descobriu” este tema e fez uma primeira rota em Junho de 2012 foi o Paulo Lapão. O José Bagina gostou muito da ideia e  lançou-lhe o desafio de fazer um treino público após a experiência da “Visita aos Presidentes”
(
http://umapernaatrasdaoutra.wordpress.com/2012/09/23/treino-visita-aos-presidentes/)
Para que o acompanhamento do Grupo, que se esperava grande, fosse efetivo, convidaram ainda o Nuno Tempera e o José Guimarães para fazerem parte da Organização do evento.
Às 8h30 já estavam atletas no Café In preparados para mais uma manhã de boa disposição… às 8h50 os quatro organizadores fizeram o curto briefing e depois…


… foto de grupo de +- 90 “locos” de partida para os 18km. A participação de tanta gente superou todas as expectativas de quem pensou, planeou e organizou os “Chafarizes”… e isso é muito recompensador
A “equipa” Run 4 Fun não faltou à chamada fazendo-se representar enormente. O apoio desta equipa foi magnifico e fez com que o treino tivesse ainda melhor sabor já que laranjas não faltaram a salpicar as ruas da nossa bonita cidade num maravilhoso dia de sol.
Na primeira etapa do percurso passamos pelas Docas de Santo Amaro, Urban Beach, Cais do Sodré e Rua do Arsenal…
…e no arco da Rua Augusta esperavam mais 20/30 atletas para fazer os 13km… quem vinha do início foi recebido com aplausos…
No Chafariz D'el Rei fizemos a primeira paragem para reagrupar… e para admirar o chafariz com toda a sua envolvência.
Chafariz de Dentro... apenas passamos
Chafariz de Stº. Estevão:
Mesmo sendo o Chafariz menos monumental e de dimensão reduzida, conseguiu albergar algumas dezenas de atletas…

A “saída” de Stº Estevão foi feita pelo Beco do Carneiro, um dos locais mais marcantes da manhã (belo exemplo das peculiaridades da Alfama)
 
 A “rua” era mesmo nossa!!! Aqui na zona do Martim Moniz…

Chafariz do Intendente:
Chafariz do Largo do Mastro
… e depois pela peculiar Rua do Arco da Graça até ao Largo de S.Domingos - da Ginginha, onde não se parou  (fica para o Treino dos Elevadores dia 13 de Janeiro) - e subimos a Rua do Carmo (onde se ouviu cantar a plenos pulmões “Olha como é, a rua do Carmo”)

Chafariz do Carmo
Visitámos depois o cauteleiro e o Camões e descemos um pouco o Combro para o seguinte chafariz…
Chafariz do Século:
Resevatório do Patriarcal:

O nosso “comboio” seguiu depois para o Largo do Rato
Chafariz do Rato:
 Na Rua de S.Bento deu-se nova “ocupação”. Os táxis e restantes carros seguiam em procissão atrás de nós


Chafariz da Esperança:
Aqui tivemos a companhia de alguns “populares” muito especiais
Chafariz das Janelas Verdes:
Logo ali ao lado, no jardim do Museu de Arte Antiga aproveitou-se o último bebedouro…
Chafariz da Armada:
Última etapa pelo Largo das Fontaínhas, LX Factory e Rua da Junqueira.
Chafariz da Junqueira:
Para chegar ao ponto de partida, faltava só atravessar-mos as Av. India e Brasília…


e chegámos ao fim!!!
Depois do treino, fizemos um pequeno lanche
E partilhamos água, laranjas, batatas fritas, figos, salame, bolo-rei, rissóis, maças, bananas, minis, amendoins e sei lá mais o quê…

Os objetivos foram concretizados e não eram poucos: proporcionar um momento agradável e memorável aos participantes, combater o sedentarismo e o proporcionar momentos de descontração e da prática desportiva, alívio do stress diário ainda mais no contexto económico-social atual e o convívio saudável entre pessoas que partilham o gosto pela corrida! Esta é, também, a missão dos Run 4 Fun. Conhecer Lisboa mais de perto bem como a sua história foram a cereja no topo do bolo que marcaram a diferença e que tornaram este evento um momento extraordinário!
Missão cumprida J !!! Os Organizadores estão de parabéns!!! Em Fevereiro devemos ter outra iniciativa do género porém o tema deverá ser outro, mas não menos interessante…
PS: Agradecimentos a José Carlos Melo, Nuno Tempera, Eduardo Correia, Paulo Pires e Pedro Carvalho pelas fotos deste post
Este texto é uma adaptação do original elabora por José bagina e disponível em  http://umapernaatrasdaoutra.wordpress.com/2012/12/02/treino-dos-chafarizes/
A história detalhada dos Chafarizes está disponível nesse blog fantástico Uma Perna Atrás da Outra powered by José Bagina http://umapernaatrasdaoutra.wordpress.com/2012/12/02/treino-dos-chafarizes/
 

3 comentários:

Nuno Sentieiro Marques disse...

Belo texto Mónica, parabéns e obrigado pela partilha.

Infelizmente não me foi possível estar presente, mas acompanhei detalhadamente os diversos relatos e comentários relativos a este evento.
O feedback foi invariavelmente o mesmo...FANTÁSTICO.

Parabéns a quem teve a ideia, parabéns a quem a conseguiu colocar em prática, parabéns a todos os que ajudaram na organização, parabéns aos fotógrafos e parabéns a todos os que participaram e que com a Sua presença coloriram e de que maneira tão brilhante evento.

Venham mais como este...este tipo de eventos e a diversão e convívio que proporcionam, vão em total encontro com o espirito que mais me agrada nesta coisa das corridas.

Runabraços


João Ralha disse...

Mónica,

Excelente relato, muito bem documentado, por belas fotos dos diferentes locais por onde passámos e parámos.

Parabéns a ti pelo relato , ao José Bagina, ao Nuno Tempera ao Paulo Lapão e ao José Guimarães por uma magnífica manhã de convívio e de enriquecimento cultural na prática do nosso desporto favorito.

Passei por lugares onde nunca tinha estado e fiquei a conhecer mais um pouco da enorme e fantástica história de Lisboa.

E no final do treino o nosso tradicional convívio Ru 4 Fun que, me parece, surpreendeu a maioria dos nossos companheiros que não nos conheciam.

Runabraços

Luísa Ralha disse...

Mónica,
gostei muito do teu relato e não menos daquela maravilhosa manhã passada a correr por alguns dos antigos bairros de Lisboa, sítios onde já não ia à algum tempo.
Tivemos um grupo muito alegre e unido que causou algum espanto nas pessoas que nos viam passar ( e se calhar também alguma inveja!!"esses locos que corren").
Parabéns a todos os organizadores e participantes e que venham mais outros (treinos e corredores).