segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Trail Castelejo


Hoje decorreu o Trail Castelejo, em redor da freguesia de Alvados, no Parque Nacional das Serras de Aires e dos Candeeiros. Organização da Associação de Aventura de Alvados.

Haviam 2 percursos de trail em alternativa, um de 40 km e um de 21 km. E uma caminhada. Partida em frente ao Centro de Actividades ao Ar Livre, em Alvados.

Percurso da prova pelos trilhos da Serra dos Candeeiros que deve ser do agrado dos fãs do Trail. O percurso de 40 km com um desnível positivo acumulado de 1640 m. O percurso de 21 km (o que eu fiz) com desnível de 900 m.


O percurso englobou uma descida com apoio de corda, com a assistência de elementos da organização, que davam apoio e "dicas" quando necessário. Pela característica desta descida (talvez uns 4 metros), formou-se uma fila dos que aguardavam o início de descer à corda.

Outra parte difícil foi a descida da Fórnea, a meio do percurso, inicialmente por um trilho à beira da inclinação da montanha, que era conveniente fazer com cuidado, seguida por uma descida até ao vale, com muita inclinação, num piso de pequenas pedras soltas muito escorregadio.

Apesar de não ter chovido hoje, as chuvas dos últimos dias originaram em várias partes do percurso lamas escorregadias, pintaram a roupa com umas "pinceladas" de tom castanho. No percurso que fiz de 21 km, com boa marcação, subimos e descemos 2 elevações com inclinações significativas, no topo das quais admirei as belas paisagens do Maciço Calcáreo Estremenho que compensaram o esforço. No final, almoço (opcional) com música tradicional por grupo de acordeonistas, intercalado com a distribuição dos prémios.

Apesar da minha dificuldade na prova que requer á-vontade em progressão nestes tipos de piso, gostei muito do Trail Castelejo pelas características do traçado e pela particularidade da paisagem calcárea da serra.

RunAbraços.

7 comentários:

Joao Fialho disse...

Lindas paisagens Zé Carlos.

O trail tem a vantagem de proporcionar paisagens de suster a respiração!

Obrigado por partilhares connosco este trail.

Paulo Gonçalves Marcos disse...

Bela narrativa e parabéns pela prova! Ficámos todos com vontade de experimentar!

Mas olha que na Arrábida tivémos uma experiência não inferior!

Anónimo disse...

Ès terrivel Carlos,
Não paras! Vais a todas!
Um corredor que tenha ambições de melhorar os seus tempos nas provas não é conveniente ir a "todas"! Se não for o caso, fica sem efeito o que escrevi.

Saudações desprtivas e abraço,

Ze Carlos disse...

Carlos,


Estás um verdadeiro "trail runner"!!

Parabéns pela participação.


Ab

Zé Carlos

Manuel Romano disse...

Parabéns Zé Carlos. A primeira foto publicada no artigo dá bem a ideia do que é esta prova. Agora descansa um pouco para a semana temos o Trail do Sicó com 30 Km para percorrer.

Alfredo Falcão disse...

Parabéns Carlos Melo, talvez para o ano eu já esteja em condições de participar nestas provas, para já ainda me intimidam. Abraço do Alfredo

João Ralha disse...

Mais uma alternativa para anotar na agenda.

Deve ter sido bem engraçado, pela tua descrição. Só faltam as fotos.

Cada vez gosto mais dos "trails". Para além da dificuldade, permitem ver paisagens fantásticas e desfrutar da natureza. Nas corridas de estrada tal não é possível.

Runabraços