domingo, 3 de outubro de 2010

37ª Maratona de Berlim - R4F na imprensa alemã

Foi com grande orgulho que no dia seguinte à Maratona de Berlim recebemos uma agradável surpresa, ao constatar que o Run 4 Fun fez capa do Berliner Morgenpost, na pessoa de um seu lídimo representante, o Renato Velez. Aqui está ele, com o logo R4F e a bandeira de Portugal ao peito.
"Alle Laufer, alle Sieger, alle Zeiten" - "Todos correm, todos vencedores, todos os tempos" - é um belo lema que se adequa perfeitamente ao espírito do nosso clube.

7 comentários:

João Ralha disse...

Excelente. Estamos cada vez mais na "crista da onda".

Mais uma vez, parabéns a todos os bravos participantes na Maratona de Berlim

Jorge Duarte Pinheiro disse...

brilhante!

Joao Fialho disse...

Fantástico registo nacional!
Um verdadeiro clube internacional!

Parabéns a todos os participantes que nos enchem de orgulho!

Manuel Romano disse...

Pela foto, até parece que o Renato já estava à espera. Excelente!

Bruno Bastos da Silva disse...

Esta capa de jornal foi a cereja no topo do bolo!

A nossa participação na Maratona de Berlim foi muito, muito agradável, pelo fantástico grupo que se criou, pela organização e também por termos todos concluído a prova e sem lesões!!!

Eu, o Renanto e o Luís, começamos a prova juntos e com uma estratégia montada para tentarmos as 3h20m, mas sabiamos que seria muito difícil.

Assim, cada um de nós liderou o grupo a cada 5km, começamos bem e ligeiramente mais rápido que o previsto inicialmente, mas a chuva e a confusão nos abastecimentos e o afunilamento nalgumas curvas obrigou-nos a abrandar o ritmo para logo depois acelerarmos de forma a não fazer descer a média, mas estas mudanças de ritmo são nefastas, o ideal é ligar o cruise control com disse o Miguel.

Estivémos juntos até ao abastecimento do Km 28, onde o Renato de uma forma muito inteligente e sensata decidiu abrandar o ritmo, pois era muito importante para ele terminar a prova. Não fosse assim, não havia foto no jornal :-)

Eu e o Luís continuamos e por volta do Km 35 vimos o Eduardo ao longe, foi arrepiante, foi fantástico ver um dos nossos no meio de milhares de participantes! Até ganhámos novas forças. Tentamos que o Eduardo viesse connosco, mas não foi possível e assim continuei com o Luís até ao km 38, onde não consegui mais acompanhá-lo. O Luís desde o início da prova dava sinais claros que era o que estava em melhores condições!

E assim foi, o Luís nos últimos 4Km acelerou em direcção à meta fazendo 3h25m, eu acusei claramente a falta de treino a fiz esses últimos 4km a um ritmo acima dos 5min/km, melhorando apenas muito ligeiramente o tempo da minha primeira maratona, embora esta maratona tivesse um grau de dificludade acrescido (chuva, mais curvas, mais participantes).

No final estivémos juntos com vários atletas R4F que terminaram a prova dentro dos seus objectivos, o Eduardo, o Renato, o Góis, o Pedro Neves e os manos Leitão.

Mas meus Caros, fiquei com a prova clara que para uma maratona não se podem esperar milagres, tem mesmo de se treinar e muito, "no pain, no gain"

E agora já estamos (Góis, Luís, Pedro, Renato e eu) com a cabeça em Londres, 17 de Abril...

Bruno Bastos da Silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
renato disse...

Meus Caros,

Foi sem dúvida um grande evento, onde destaco:

O Melhor

1) O Espírito de grupo.
2) A lebre Luís Matos Ferreira.
3) O ambiente desde o primeiro ao último quilómetro.
4) O "Restaurante Primavera".
5) A imponência da cidade.
6) Os tampões de ouvidos do Bruno Silva.

O Pior

1) A chuva constante.
2) O percurso- Demasiadas curvas que não evidencia a fama de "traçado mais rápido do mundo". Este sinuoso percurso aliado á chuva e ao aglomerado de participantes tornou-se mais díficil do que o esperado.

O resultado final sugere uma participação conjunta de um maior número de elementos dos R4F, num próximo evento:

E que tal New York?

Renato Velez