terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

XXVI Maratona de Sevilha

Como vos fui aqui relatando, o Renato motivou-me a mim, ao Góis e ao Luís para irmos fazer a Maratona de Sevilha e lá fomos.

O ambiente entre nós foi fantástico, muito boa disposição, muita alegria e muitas teorias para a grande prova, parecia um bando de pescadores e caçadores :-). Connosco estava também o Joca, cunhado do Góis, que não foi correr, foi "apenas" para estar connosco, foi uma ajuda preciosa, muito bem disposto e muito divertido. O Pedro Mestre (à direita na foto), amigo do Renato e maratonista experiente, também se junto a nós e foi fazer os primeiros 30km a puxar pelo Renato. O Pedro deu-nos umas dicas sábias no jantar de Sábado.

Depois o grande dia, muito frio, na rua estavam 3.ºC, nos túneis do estádio devia estar 0.ºC...Por isso mesmo ainda não era possível (nesta altura) ver o laranja R4F.

Depois de entregarmos os sacos, entrámos no estádio, o ambiente era fenomenal, mais de 4.400 participantes, com muita cor, muita música, muita festa.

E finalmente o tiro! Grande alegria.

Depois de sairmos do estádio, o Renato e o Pedro seguiram na frente no ritmo definido. O Góis, o Luís e eu andámos juntos no primeiro km, mas o Góis queria fazer uma prova controlada (este homem tem muito mais para dar!), por isso segui com o Luís. Ao Km 5, disse ao Luís, "vamos com este grupo do Porto Runners", mas por volta do Km 8, o Luís decidiu abrandar um pouco o ritmo, mas manteve contacto visual comigo por mais alguns kms.

O grupo do Porto começou a abrandar e apanhei depois um grupo espanhol de um clube de Carmona que ia num ritmo 4m45s/Km, senti-me confortável a ali fui com eles quase até ao final. Pelo caminho parei 4 vezes nos postos da Cruz Roja para por spray milagroso no meu famoso pé direito que já se vinha a manifestar desde o km 15.

Finalmente, avistei as torres de iluminação do estádio ao longe, a ansiedade de terminar era grande, a emoção tomava-me conta dos olhos, a multidão à volta do estádio era cada vez maior e na curva para o túnel Sul lá estava o Gerardo Atienza (colega da Salvador Caetano e futuro membro R4F) que me tirou uma excelente foto e me deu ainda mais animo.

Uma das caracteristicas que o Renato mais tinha mencionado era a entrada no Estádio Olímpico, foi sem dúvida arrepiante...no commments

Uma palavra para a prova/organização: No percurso, a multidão não parava de gritar "animo, animo", os postos de abastecimento exitiam todos os 2,5km, os postos de ajuda médica todos os 5km, no estádio colocaram-nos logo uma toalha pelas costas, retiraram-nos os chips dos ténis, enfim uma organização simplesmente brilhante!


No final um misto de emoções, se por um lado eu, o Luís e o Góis terminámos bem e com tempo simpáticos, o Renato tinha desistido ao km 32... O Renato fez-nos planos de treino, ensinou-nos sobre nutrição, motivou-nos como ninguém, seguiu o plano de treinos à risca, organizou tudo, isto não lhe podia ter acontecido. Fica o nosso muito OBRIGADO ao Renato e a certeza que já na Maratona Carlos Lopes vais fazer uma marca de grande nível, ninguém tem dúvidas!

Fantástica! é a palavra que melhor define esta maratona. Inesquecível! é a palavra que melhor define a primeira maratona.

11 comentários:

Joao Fialho disse...

Parabéns a todos pela excelente Maratona!

luis mota disse...

Parabéns pelos excelentes resultados obtidos.
Um abraço para o companheiro que não conseguiu terminar a sua prova. Mas ajuda que deu aos seus amigos foi fundamental para que conseguissem atingir os seus objectivos.
A Maratona Carlos Lopes é uma excelente opção. Corri lá na edição anterior e gostei muito da prova. Este ano é com muita pena que não estarei presente, mas acompanharei a vossa prestação e a de todos os que nela participarem.
Saudações desportivas,
Luís mota

António Almeida disse...

Parabéns aos dois estreantes e ao repetente, todos com excelentes tempos.
Abraço ao companheiro que não terminou, é também essa a magia da maratona, nunca sabemos se a vamos terminar.
Parabéns também ao R4F, se já eram um dos mais grupos de corredores no pelotão, palpita-me que a continuar assim em breve terão o maior número de maratonistas.
Abraço.

Paulo Gonçalves Marcos disse...

Fabuloso relato!

Estarei na Carlos Lopes a fazer a Meia (este ano uma novidade) e vou puxar o Renato e todos os demais interessados.

E agora toca a descansar!

Para os restantes não maratonistas, este Domingo o Grande Prémio de Mem Martins, 10 km e uma estreia para o Run 4 Fun. Organização Xistarca.
Eu estarei presente...vamos a isso?

Miguel Correia disse...

Muitos Parabéns a todos pela vossa excelente participação na MARATONA DE SEVILHA.

RuiRuim disse...

Renato, o impulsivo... haverá sempre uma próxima vez e, tenho a certeza vai correr muito melhor.

Luis Matos Ferreira disse...

Uma prova desta natureza quando superada em conjunto dá azo a uma forte camaradagem. Gostaria de realçar o generoso "esprit de corps" que uniu todos os elementos que se deslocaram a Sevilha para correr ou apoiar os que corriam. Esta companhia foi para mim fundamental para melhorar o meu anterior resultado da Maratona de Lisboa. Em suma, foi verdadeiramente uma experiência inolvidável e parece-me que fiquei viciado no denominado "turismo desportivo" (em grupo). Superado este desafio, longe de ficar saciado, abriu-me o apetite por mais. A próxima na calha será a do Carlos Lopes.

RuiRuim disse...

olhem que a do Carlos Lopes não tem nada mas mesmo nada a ver com esta...

João Ralha disse...

De novo Parabéns aos bravos que completaram a Maratona de Sevilha e para o Renato uma palavra de ânimo.

Há muitas mais maratonas para fazer e todos nós temos dias maus.Sabemos que és um grande atleta e que vais atingir os teus objectivos.

Com calma.......

Runabraços

Já agora, parabéns também ao nosso amigo António Almeida, que também fez a maratona de Sevilha, num excelente tempo

Marona Beja disse...

É uma grade alegria ver o vosso post.
Parabéns, mesmo ao companheiro que teve "cabeça" para parar que isso também revela a humildade que se tem que ter para correr a MARATONA.
Um forte abraço a todos, lá estaremos na Carlos Lopes para mais uma.
Artur

Luis Matos Ferreira disse...

O Renato fez um excelente tempo nos primeiros 32Km e irá de certeza fazer um óptimo tempo na próxima maratona (com um pouco de sorte ainda lhe conseguirei ver os calcanhares durante a primeira meia-dúzia de metros :-)