BADAJOZ


> escreveu:
SEMANAS ANTES:
- Vamos fazer a Maratona de Badajoz?
- Vamos! 
- Vamos acordar às 04:30 e seguimos?
- Vamos! 
- Vamos conseguir fazer a Maratona com uma gripe e sequelas de 5 semanas sem quase treinar?
- Vamos!

DIAS ANTES:
Sandra, depois de um treino de 14 km, no Domingo anterior, em que quase não conseguir respirar nem correr, começa a duvidar da finalização da maratona.
Rui tem um grande trabalho de preparação e apoio mental convencendo SS que conseguirá finalizar.
Raposo telefona na véspera e aconselha SS a não fazer os 42 km nem, sequer, os 21 km
Sandra hesita; Rui revira os olhos e diz que Paulo lhe estragou o trabalho da semana 

NA MARATONA: 
- Partida: “Isto é para fazer SS, nada de mariquices. TODA a gente consegue. A cabeça comanda, as pernas relembram! Já fizeste tanta coisa! 
- Km 0 ao km 6 – “Colada ao balão das 4 horas; ainda fazes PBT, preguiçosa
- Km 0 ao km 9 – “Bexiga! Bexiga!Não há um raio de arbusto. Ah, um café aberto!”
- Km 14 – “Estás morta Sandra Marina…faltam imensos km…não consigo contar mas são tantos…mas não se desiste!”
- Km 14,200 – “Se calhar desiste-se”
- Km 14,350 – “Não se desiste! E a beijoca na meta? Qual beijoca?!?! A este ritmo já foi tomar banho e está a dormir no sofá do hotel, nem sequer beijoca! Acho que não vai dar…
- Km 14,500 – “Estás parva? Isto custa mas já sabes que é assim. Luta! Lembra-te de Arga e era bem mais difícil !”
- Km 15 – “ Ahhh ainda não tomei gel! É por isso…”
- Km 15,100 – É melhor andares, vais sujar as mãos todas com o gel (…) mas já acabaste o gel há imenso tempo e continuas a andar?!?!”
- Km 15,400 – “Já corrias, não?”
- Km 15,900 – “Ahhh o efeito do gel…vou fazer a sétima maratona…vai ser lenta, vais andar e andar, mas vais acabar”
- Km 15,970 –“Isto não faz sentido nenhum: não treinei, continuo a tossir, não gosto de correr a direito, não gostas de estrada. NÃO GOSTO! NÃO GOSTO! NÃO GOSTO! Acabou! Vais parar na Meia…mas se é para fazer meia prova o mínimo de dignidade é fazeres PBT na distância”.
- Km 17 – “Cansada…tão cansada… PBT o raio que o parta! Farta! F-A-R-T-A! Vais andar!!! Sim, sim…la tienes, la tienes, o tanas oh gordo! Gritar é fácil. Anda cá tentar! “
- Km 18 – “É a descer…”
- Km 19 – “Agora não é a descer…é melhor andarespodes provocar a gripe…”
- Km 20 e 21 – “Vais mexer esse rabo gordo Sandra Marina
- Km 21 –“Si, si dorsal de maratón pero no quiero…no quiero…quiero corrédor de media maraton…esté…essé non…si si lo sey péro no voy…NO VÓY…aiiiiiii…NÃO VOU PÁ!
Sem conclusões e sem preocupações: simplesmente não sei se dava.
Sim, vou voltar a fazer outra ou outras, pela simbologia e pelo desafio a cumprir.
Sim, vou sempre continuar a mandar-me de cabeça e depoislogo se vê
Sim, vocês que arriscam e que acabam, com gripe ou com dores ou sem treino são uns CAMPÉONES!

Comentários

Gonçalo disse…
O relato está muito giro, mas esqueces-te da parte:
"1h depois de cruzar a meta": Hum esta prova com (muitos) kms para o mês que vem parece gira!
"2h depois de cruzar a meta": Já estou inscrita!

Para a próxima fazes um BMTR!
Teodoro Trindade disse…
Grande texto Sandra,

Consigo rever-me em algumas partes e ainda acrecentaria outras, tais como:

km 10: Está um calor do caraças e tu vens de térmica e manga comprida.
km 15: Não me lembrava que isto subia tanto.
km 21: Onde andará o Rúben!
km 29: Raios partam o R**en vem já ali.
... ... ... ...

Estás a ver, somos todos iguais :-)
João Ralha disse…
O que nós andámos a perder por termos deixado de utilizar o nosso blogue!!!??

Criatividade e bom humor num relato diferente. Obrigado Sandra Marina e certamente que já estás muito melhor. E pronta para outra..... :)

Runabraços
Rui Faria disse…
Eu também não sei se dava, mas que o Paulo Raposo estragou... estagou. :)

Acho que essa vai ficar como história para contar. E que história hehehe

És a maior SS.