segunda-feira, 15 de julho de 2013

Sunset Trail São Pedro de Moel - o pesadelo na AREIA! :)

Já sabem que não sou grande fã de trilhos....

Já sabem que não gosto de lama....

Hoje ficam a saber que ODEIO areia!

Eu sei, eu sei, restam-me poucas opções para correr mas continuo fiel ao meu querido alcatrão, que nunca me deixa ficar mal!

 No passado sábado fiz o Sunset Trail, na bela localidade de São Pedro de Moel. Percurso de 22 km, prova organizada pelos OFFTEL Runners, classificada como Trail Curto/Muito Difícil.

Nota muito importante: não tenho treinado! Com os fins de semana todos ocupados e a vaga de calor das últimas semanas, não tem sido possível. Fui à Corrida das Fogueiras, já sem preparação, e desde então.... praticamente parada. E isto do treino faz diferença!

Estive quase a desistir de ir a São Pedro de Moel. À fraca forma física juntou-se um email da organização, 2 dias antes da prova, com uma série de informações negativas que muito me desmotivaram. Mas acabei por decidir aparecer, mais numa onda de "passeio à beira-mar", já que estava a passar o fim de semana  perto.

O tempo no sábado estava fresquinho e convidava a uma corrida! O grupo Run 4 Fun era pequeno mas animado e, após um pequeno atraso na partida, lá demos início à prova. Segui com um grupinho que já me é familiar, muito bem acompanhada pelo César e pelos 3 Ralhas, Luísa, João e Rui!






E começou logo mal! As primeiras centenas de metros foram pela praia de São Pedro, com maré cheia, pelo meio dos banhistas e toalhas! E ficámos logo com os pés cheios de AREIA!



Todos nós que corremos sabemos que, para além da preparação física, a cabeça conta muito! E confesso que, nesta prova, tudo falhou! Passados os primeiros 2 km já todos tínhamos uma noção clara do que nos esperava nos restantes 20: AREIA! O Rui Ralha abandonou a prova nesta altura, assim que viu uma bela estrada de alcatrão, rumou de volta a São Pedro de Moel! Eu estive tentada a acompanhá-lo mas segui, achei que podia sempre desistir mais tarde se não aguentasse mesmo.... Não sei se fiz bem.....

Para mim, foi tudo muito duro! Estava muito calor na parte inicial da prova, e o percurso consistia basicamente em enormes subidas e descidas, sempre em piso de AREIA! Parámos imensas vezes para tirar o diabo da AREIA dos ténis! De vez em quando aparecia um bocadinho de terreno de terra dura, mas a alegria nunca durava mais que 200 ou 300 metros, porque rapidamente voltávamos à AREIA......

Eu estava a ficar muito cansada..... As pernas doíam-me..... O meu ritmo foi diminuindo cada vez mais e a certa altura já quase que nem conseguia andar... Surgiu uma dor permanente na zona lombar... E estava farta de AREIA!!

O César, o João e a Luísa são companheiros impecáveis, foram abrandando para me acompanhar, sempre com palavras de ânimo!



Fomos juntos até ao km 14, onde havia um abastecimento muito bom, com pastéis de nata, chocolate e batatas fritas. Aí, pedi à Luísa e ao João para seguirem, pois eu estava mesmo de rastos, sem força anímica para fazer mais 100 metros sequer...... E lá fiquei com o César, que nunca me abandona! :), sentada num passeio a roer chocolate e a combinar com o pessoal da organização como seria o meu regresso apoteótico no carro vassoura!

A decisão de desistir não é fácil! Mas deve ser mais linear quando temos uma lesão, alguma dor forte ou um sinal fisiológico evidente de que estamos a colocar em risco a nossa saúde. Eu "só" estava muuiiiiitooo cansada..... E fartíssima de AREIA! E seriam mais 8 km daquilo! Achei mesmo que não iria aguentar..... Mas desistir também implicava esperar um bom bocado até que fosse transportada de volta..... Depois de muita indecisão (e muito chocolate e pastéis de nata!), decidi arriscar e prosseguir!

E logo passados 200 metros fomos brindados com uma subida mortal, de enorme inclinação e, claro, toda em AREIA! Com direito a foto no topo!



Não vos sei dizer como consegui acabar... Já nem sentia as pernas e ainda houve muitas subidas íngremes, passagens pelo leito de um ribeiro e muita, muita AREIA! Praticamente já não conseguia correr e fui quase sempre a andar num estado semi-vegetativo, impulsionada pela raiva contra a AREIA e a maldizer a minha decisão de ir fazer aquela prova, classificada como Muito Difícil, numa condição física praticamente deplorável! Ralhei com o César, ralhei com todos os voluntários da organização, e fui andando e ralhando até finalmente conseguir completar a prova, 22 km e muita AREIA depois!

Terminei num respeitável 297º lugar, num total de 306 atletas que completaram a prova! Após 3h43 minutos!

Valeu a pena? Desta vez não sei! :) Já passaram 24 horas e ainda estou muito dorida e cansada. Sofri muito. Talvez tivesse sido mais sensato desistir aos 14 km. Não fui feliz ontem em São Pedro de Moel! :) E, sobretudo, quero agora passar muitos dias sem ter que por os pés em AREIA!!!


12 comentários:

Pedro Reis disse...

Havia areia? Nem reparei... :D

P.S. É caso para dizer que foi areia a mais para a tua/nossa camioneta!

nemagiev disse...

Está feita e isso é que interessa

António Arede disse...

Apesar de toda a AREIA, e de todo o cansaço conseguiste acabar, é o que interessa :)))))) Tens de regressar aos treinos :P

46 disse...

Grande Patrícia. Mulher de coragem.

Mas, o César não se ofereceu para te levar ao colo? malandro...

AC



João Ralha disse...

Patrícia,

Obrigado pelo teu belo e "ácido" :) relato de uma prova diferente. A areia é "chata", entra facilmente nos sapatos e depois temos que parar (os que param) para a tirar.

A base do teu problema é clara, como bem referiste, a falta de treino, exatamente como eu, que fiz dois treinos nas últimas 3 semanas.

Mas já me inscrevi para fazer, pela 1ª vez, a meia de S. João das "Rampas". Espero que também estejas lá.

Melhoras rápidas e não te esqueças de treinar.

Runabraço

Miguel San-Payo disse...

A dor é temporária, a desistência é para sempre.
Parabéns por não teres desistido. Para a próxima, escolhe provas que te deem prazer.

Miguel San-Payo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patrícia Calado disse...

Esta prova foi, de facto, um engano!

Deixei-me levar pelo nome idílico - Sunset Trail - e imaginei um percurso que em nada corresponde à realidade! Juntou-se a má forma física e foi a combinação perfeita para o desastre! :)

Mas está feita e terei muito mais provas e momentos de prazer na corrida!

Henriqueta Solipa disse...

Parabéns pela coragem de continuar!

Tudo vale sempre como mais uma experiência no curriculum e desde que não haja lesão fisica é sempre positivo.

jmveiga disse...

E foi mesmo muito dificil... para mim foi a estreia em trail's e depois desta "aventura" acho que estou preparado para tudo... a Maratona do Porto (que os meus filhos fizeram o favor de me inscrever) em comparação com este trail deve ser uma brincadeira...
E já agora, mais alguém ficou com alergia? Eu fiquei cheio de "babas" nos braços e pernas.

Patrícia Calado disse...

José veiga, pareço um cristo, toda cheia de babas! Uma comichão insuportável!! Isto é alergia à areia, só pode!

João Ralha disse...

Mais um afetado pelas "babas" e cheio de comichão nas pernas e nos braços, nas zonas que não estavam cobertas por roupa.

Ainda bem que levei as meias de compressão :)