terça-feira, 9 de abril de 2013

Corrida dos Sinos – uma manhã fantástica





Caros Amigos,
Hoje venho escrevinhar um pouco sobre, a “Corrida dos Sinos”.

Eu tenho um carinho muito especial, um respeito enorme e um sentimento de gratidão elevado, sempre que abordamos os eventos ou provas desportivas que sobrevivem à muitos anos pelo país fora, e que são direccionados a nós “los locos que coren”.
Os Zé’s e as Maria’s que de fim-de-semana, em fim-de-semana, se atiram à actividade desportiva, envolvidos pela atmosfera que apenas e só quem por cá anda percebe e compreende.

Cada vez mais, me sinto emocionalmente dependente desta atmosfera, cheia de animação, boa disposição, camaradagem e mais uma data de “bons” adjectivos que não chegam para a caracterizar.

A Corrida dos Sinos faz parte das “parteleiras especiais” deste mundo mágico das corridas…já são 31 edições….yap 31 edições.
É fantástico.

Obrigado às gentes de Mafra e a todos os responsáveis pela organização deste evento, pela simpatia com que nos recebem e pela perseverança em manter um evento desta envergadura.

Não é fácil nos dias que correm, manter activos, sob óptima organização e com grande sucesso estes eventos, fora dos grandes centros de decisão onde ainda se conseguem apoios e patrocínios.
Seguramente que grande parte deste sucesso, se deve também a “nós”…”los locos”, que se levantam com “as galinhas” a um domingo e não prescindem de “dizer presente”.

Espero poder daqui a mais 31 edições, estar aqui nesta mesma página e dissertar sobre as 62 edições da prova…era muito bom sinal…especialmente para mim J .

Dentro das aventuras e desventuras habituais, a prova correu muito bem, a rapaziada estava como é hábito muito animada e o São Pedro disse presente quer na chuva quer na temperatura.


 A armada R4F não era muito grande, rondava a dúzia de atletas.

Não podemos esquecer a grande “oferta de corridas” que este fim-de-semana teve.
De qualquer forma não éramos muitos, mas tal como sempre, estivemos em grande a todos os níveis, principalmente na animação.

Quero apenas salientar o agradável que foi voltar a ver a correr o João Fialho e o Franco Wudich, aparentemente já recuperados e em muito boa forma, bem-vindos de volta e também a fantástica prestação do António Arede ainda meio lesionado …votos de rápidas melhoras António.

Para quem não conhece, os 15Kms do trajecto fazem-se na zona circundante de Mafra com uma passagem obrigatória pelo convento.
Não é um circuito fácil e nos últimos Kms temos algumas subidas “atrevidas”.
Os últimos 200m são feitos dentro do estádio o que provoca um sentimento diferente.
Eu gosto muito de finalizar as provas dentro de estádios…não me perguntem porquê…mas que gosto, lá isso gosto J.

Mas mais fácil do que estar a explicar o trajecto aos que não conhecem, deixo a sugestão de em 2014 visitarem Mafra e participarem nesta corrida histórica…não se vão arrepender.
Mais rendidos ficam, se decidirem no final da prova, ficarem para almoçar.
As opções são muitas e boas….e algumas até baratas conseguem igualmente ser J.

Por curiosidade fica a informação de que este ano cortaram a meta 1.356 atletas, mais 67 que em 2012.
Não foi record mas foi seguramente uma das melhores participações de sempre.
Uma vez mais parabéns a todos os envolvidos.


Se tudo correr bem, lá estaremos novamente em Mafra em 2014, para a 32ª edição da corrida dos Sinos.

Runabraços

1 comentário:

João Ralha disse...

Nuno,

Obrigado pelo teu emocionado relato de uma bela corrida à qual, mais uma vez, não pude ir. A "lama" falou mais alto.

A chegada no estádio, é sem dúvida um incentivo adicional depois de uma corrida "durinha" com aquela subida comprida. Mais ainda, chegada em família, como foi o vosso caso.

Talvez que em 2014 possa voltar a esta corrida que tem uma distancia, 15 km, que me agrada.

Runabraços