terça-feira, 5 de junho de 2012

3 de Junho de 2012...muito mais que uma simples corrida


3 de Junho de 2012, manhã de mais uma edição da Corrida do Oriente.
 
Foi seguramente, a manhã com prova incluída, mais atribulada que me recordo de ter tido até hoje.

Não vos vou maçar e como diz o “meu patrão”, vou tentar ser “telegráfico” na mensagem, assim sendo, analisem o que um pequeno detalhe de base, pode provocar :

- Uma pequena distração com o liquido que deveria estar dentro do depósito de combustível e que não estava, fez-me ficar parado no IC19 (logo ao inicio após saída do IC16) cerca das 8:40 da manhã.

A prova tinha inicio marcado para as 10:00 e fiquei de apanhar o meu amigo Franco em Carcavelos, às 9:00.




A partir daqui, o que era mais uma simples logística a caminho de uma prova, transformou-se numa série de acontecimentos, perfeitamente anormais e sendo justo, todos eles com muita sorte a meu favor.

Sou positivo e gosto muito pouco de problemas…aparecem-nos desafios e temos que ter a capacidade de os “atacar”, da melhor maneira que podemos e sabemos …foi o que fiz.

Enquanto encostava o carro à “faixa de segurança”, iniciei a chamada telefónica ao Franco para o informar do sucedido e ao mesmo tempo comecei a pensar no que teria que fazer…não fui de cerimónias e enquanto ia falando com o Franco ao telefone,  ia tentando pedir auxílio aos poucos carros que passavam...

- Primeiro de muitos felizes acontecimentos que se seguiram...ao quarto ou quinto carro que passou, apareceu e parou como caído do céu um "santo" que após a minha explicação, se prestou de imediato para me levar à bomba e me "carregar de volta ao carro" com um "jerricã" cheio.
Lá demorei o tempo necessário para voltar a colocar tudo em movimento outra vez (e o pobre Franco à espera em Carcavelos).

- Saímos de Carcavelos, faltavam 25 minutos para as 10Horas,  e lá apareceu mais um pouco de sorte, nada de transito até à expo e lugar a 50m da partida, enfim era um lugar meio manhoso, mas era um lugar e quando faltavam 3 a 5 minutos para a partida o carro estava estacionado.

- Obviamente que quem me conhece, sabe que não dispenso a “visita” ao WC antas do arranque, é mais que obrigatório...sprint até ao café, enquanto o Franco me aguardava e mais um momento feliz...lá convenci os restantes utentes a me deixarem passar à frente.
Novo sprint até à Zona de partida (perdi o Franco que entretanto tinha ficado à minha espera...).

- Cheguei cansado mas já com o aquecimento efectuado
J e após o tiro de partida...arranquei da cauda do pelotão obviamente...lá recomeçaram as asneiradas, arranquei parecia um maluco, em permanentes acelarações e abrandamentos, desviando-me em ZigZag dos mais lentos...
Aos 2Kms, parecia que tinha acabado uma série, e o cansaço quer do arranque mais atípico que o normal a adicionar aos 17Kms do dia anterior, fizeram-se sentir.

- Mais um grande momento de sorte...quando comecei a quebrar (aos 2Kms!!!) o grande compincha Álvaro Pinto, apareceu do nada e abdicou completamente da Sua corrida para me tentar rebocar (muito obrigado caro amigo...sem o Teu reboque não sei como seria), com constantes incentivos e obviamente com um grande espírito de animação e companheirismo.
Não foi suficiente para manter o ritmo que trazia e quebrei mesmo, principalmente após o Km5 quando os atacadores se soltaram (era a cereja que faltava) e quase que o chip saltou (mais uma vez tive a sorte de não ter saltado)...lá me aprontei de novo, com o Álvaro à espera e pimba, lá re-arrancámos...não consegui voltar a atingir o ritmo que trazia.
Para finalizar, quem me conhece sabe que não sou de sprints finais, o Álvaro, até me conseguiu convencer a um sprint nos últimos metros :).


 Realmente, foi uma manhã diferente do habitual e com acontecimentos fantásticos...recebi mais ajuda, apoio e solidariedade durante aquelas 3 horas, que provavelmente a semana toda que passou.

Como sempre no final muita diversão, animação e aquele espírito, que nos une apesar de todas as diferenças que possamos ter e que faz com que estes encontros sejam sempre uma festa.

Por curiosidade apenas...no final 48:51(liguei o relógio ainda antes de passar a partida...foi muito lento aquele inicio), cerca de 5min a mais que em 2011 e a pior marca do ano...mas isso é o que menos interessa.

Obrigado a todos...e foram muitos, desde o “anjo do IC19” a passar pela paciência e calma do Franco, da compreensão dos utentes do café, até  à ajuda extraordinária do Álvaro.

Runabraços

5 comentários:

João Ralha disse...

Nuno,

Belo relato.

As pessoas, como tu, que têm por hábito ajudar outras sem querer nada em troca, acabam sempre por ter a "sorte" de também serem ajudados por outros, quando precisam.

E mesmo com essas peripécias todas, um tempo muito respeitável, melhor do que eu alguma vez fiz nessa corrida que é uma das minhas preferidas.

Uma manhã para recordar

Runabraço

JoaoLima disse...

Bonito relato, onde se salienta a ajuda desinteressada de várias pessoas.

E é o que o João Ralha diz, quem ajuda desinteressadamente, acaba por receber a troca, estilo boomerang.

Um abraço

Manuel Romano disse...

Caro amigo, és sem dúvida um campeão! Qualquer um no teu lugar teria optado por desistir ao fim de tantas "peripécias", tu decidiste terminar! Parabéns!

Ndda disse...

Fantástico post!

E que mais te poderia acontecer ???

O que interessa é que nunca baixas os braços e venha o próximo obstáculo.
Nem um nem todos juntos, te impediram de completar a prova.

Parabéns com esse espirito virias para o Oriente a empurrar o carro.

RunAbraço
NDA

Franco Wudich disse...

Na verdade, isto já estava tudo pensado. Foi uma nova estratégia para chegarmos aquecidos na partida, hahaha...

Um abraço.