segunda-feira, 23 de abril de 2012

Maratona de Madrid e outras maratonas espanholas (Sevilha, Barcelona)

No final de 2011, ao ler um artigo da Revista de Atletismo sobre as principais maratonas da península ibérica, deu-me a ideia de fazer algumas Maratonas no país vizinho. Após ter participado em 2012 nestas 3 das maiores maratonas ibéricas, deixo um breve comentário do que observei enquanto corredor de pelotão, relativamente a algumas diferenças.

* Sevilha (>4.300 finishers):

- Preço de inscrição com a melhor relação custo-benefício. 2 pastas party bem servidas (uma na véspera e outra no final), camisola técnica, calções, meias e toalha.
- As melhores condições logísticas concentradas no interior do estádio de Sevilha, guarda roupa bem organizado e banho no final. Mas teve uma enorme fila para distribuição dos dorsais.
- Tem o percurso mais plano. Mas a paisagem do percurso é menos motivante, exceto ao longo do rio e no estádio.
- Início e fim no estádio olímpico, particularmente motivante no final, tanto na entrada do estádio pelo túnel como na volta final.
- Não permite deslocação subterrânea de apoiantes por metro.

* Barcelona (>16.000 finishers, a maior Maratona Ibérica):

- Corrida de pequeno almoço na véspera no parque de Montjuic e no estádio olímpico. Espetáculo visual noturno de véspera, integrado no programa.
- A pasta party mais fraca. A melhor feira de desporto e mais completa. A menor fila na distribuição dos dorsais.
- Muito apoio popular e o mais animado ao longo do percurso com bandas e festas. Empolgante na zona da Torre Agbar mas principalmente no centro histórico (Plaça Catalunya, Catedral e Ramblas).
- Os abastecimentos mais completos durante o percurso e no fim da prova.
- O último terço do percurso é a parte mais agradável, ao longo da margem mediterrânica e no centro da cidade.

* Madrid (10.000 finishers):

- A mais difícil, seja em termos dos 600 m de altitude da cidade de Madrid, como nas subidas da prova que embora pouco acentuadas são muito longas, seja na parte inicial como na parte final da prova após o km 35 (ao terminarmos o percurso na Casa de Campo, vemos o Palácio Real bem lá no alto e percebemos o declive desta prova);
- Início e fim da prova em locais distintos, significativamente afastados um do outro.
- O guarda-roupa: Quem queria usar o guarda-roupa, tinha de deixar a roupa no local da chegada, e deslocar-se para a partida (passaram por mim vários corredores que corriam com o saco do guarda-roupa na mão devido a esta falha organizativa);
- Apoio de muitos elementos da organização, deslocando-se em patins ao longo de todo o percurso, constituindo um apoio importante ao corredor com sprays e vaselina.
- A que tem maior quantidade de apoio popular, com a distribuíção mais uniforme ao longo do percurso.
- Animação com várias bandas de rock ao longo do percurso.
- Guia útil para os apoiantes acompanharem a prova deslocando-se pelo metro.
- Os abastecimentos menos completos ao longo do percurso. Boa zona de apoio ao corredor no fim da prova. E animada.
- O percurso mais bonito e variado, percorrendo o interior de parques e a Casa de Campo.
- A medalha mais bonita.

Gostei particularmente das Maratonas de Barcelona e Madrid.

O percurso da Maratona do Porto é em minha opinião mais bonito do que qualquer destas 3 provas, ao longo da marginal atlântica do Porto e nas margens ribeirinhas de Porto e Gaia apresentam ao corredor uma bela paisagem.

Face a todas estas provas, a Maratona de Lisboa fica bem abaixo. E a cidade de Lisboa bem merece uma Maratona melhor.


O RUN 4 FUN NA MARATONA DE MADRID:

Quanto à Maratona de Madrid deste último Domingo, Muitos Parabéns ao contingente Run 4 Fun que se deslocou à capital espanhola para participar na Maratona, para os 10 kms, apoiar os nossos atletas e disfrutar do ambiente e desta grande Maratona.

Ao Gonçalo Melo, estrente na Maratona com um grande tempo na sua estreia (3:51). Ao João Pedro Palmela (3:43), Nuno Tempera (3:49) e Nuno Marques (4:13) pela conclusão de mais uma Maratona. E esta não era nada fácil, apesar da boa temperatura e do ambiente nas "calles".

À Filipa Cabaça, Cristina Caldeira, Carmen Greff, Maria Antunes, Paulo Ribeiro e Rui Ralha nos 10ms e no final a incentivarem e acompanharem os kms finais.

Bem como como aos restantes atletas Portugueses na prova e aos apoiantes Lusitanos em grande número nas ruas de Madrid. Muitos dos quais eu acompanhei na deslocação e estadia organizada pelo "Mundo da Corrida".

Por fim, uma palavra para a grande emotividade espanhola. O cidadão comum a incentivar os corredores com gritos de Venga! Animo! Campeón! que entram no ouvido e dão um ânimo para o atleta se motivar.
Coisa pouco frequente por cá.

Olé!
RunAbraços.

13 comentários:

Jorge Esteves disse...

Parabéns Zé Carlos! É difícil dizer alguma coisa sobre a tua perfomance e a quantidade brutal de corridas, principalmente maratonas, em tão pouco tempo e com os resultados conhecidos!
De forma que vou salientar a tua partilha de informações que são muito úteis e nos vão servir no futuro! Obrigado! Runabraços

Miguel San-Payo disse...

Grande Zé Carlos,

óptima descrição. Só conheço a do Porto e aconselho vivamente a todos a participarem. No entanto devemos reclamar junto da organuzação o brutal aumento do preço da inscrição nesta prova em relação a 2011.

Nuno Sentieiro Marques disse...

Grande Zé Carlos.
Fantásticas as Tuas performances e capacidades para efectuares este útil resumo.

Apesar de maçarico, realmente Lisboa,se compararmos a Madrid ou Sevilha (qualidade/preço)...fica muito além do que merece.

O público Espanhol é de uma animação extrema...é de uma motivaço adicional única.

Aconselho vivamente a quem ainda não teve oportunidade de correr no país vizinho, se puder que o faça.
É uma experiencia maravilhosa.
Runabraços

João Pedro Palmela disse...

Uma salva de palmas para o Zé Carlos, o bravo do pelotão. Nós vamos com a camisa laranja vestida e todo o Português que se cruza connosco pergunta por ele. É um orgulho vestir a mesma camisa de quem é uma referência.

Eduardo Correia disse...

A todos os que participaram e aos que apoiaram, os meus parabéns pois são quatro maratonas muito diferentes mas todas bastantes divertidas!!
Ainda não fiz nenhuma mas estão na lista.... e agradeço todas as dicas apesar de haver factores que variam todos os anos ...Quando nos escrevemos dois , três meses antes não sabemos como vamos estar nesse dia, nem o clima...enfim o importante do RUN é o FUN...... PARABÉNS.....

Jorge Duarte Pinheiro disse...

Olé para ti Zé Carlos, que bela visão de conjunto! E olé para os Runners 4 Fun que estiveram em Madrid. Parabéns a todos e em especial ao Gonçalo, ora iniciado na Prova Magna

José Magalhães disse...

Depois desta descrição, acho que vou completar o meu "triangulo" das maratonas, Lisboa-Sevilha-Porto (mesmo sendo a mais cara).
Parabéns Zé Carlos pelo fantástico atleta que és. Não é qualquer um que faz 6 maratonas em 6 meses (Algarve-Porto-Lisboa-Sevilha-Barcelona-Madrid). Muitos parabéns.

João Ralha disse...

Obrigado Zé Carlos pelo teu completo relato e parabéns pelo grande feito, que é fazer 6 maratonas em pouco mais de 6 meses.

Lembro-me da tua alegria no 1º de Maio depois de teres feito menos de 3:30. PBT "estilhaçado" nas duas maratonas seguintes a menos de 3:15.

Um grande atleta que temos muita satisfação em ser nosso companheiro de equipa.

Parabéns a todos os participantes nos 10 km e na maratona de Madrid com um abraço especial para o Gonçalo Fontes de Melo na sua 1ª maratona. Um abraço para o João Pedro Palmela, um autêntico "relógio" no modo como geriste a tua corrida. E também para o Nuno Marques, com 3 maratonas em menos de 6 meses.

Runabraços

Orlando Ferreira disse...

Muitos parabéns José Carlos. Novamente um tempo de excelência!
E agora, além das facetas de excelente corredor e fotógrafo, também temos que considerar as de consultor/analista desportivo... e com detalhes que bem ajudam na hora da decisão.
Eu também gostei muito do Porto e espero lá voltar este ano (e desta vez sem necessidade de "paragens técnicas").

Almag disse...

Obrigado mais uma vez, José Carlos Melo, pela narrativa, pelas fotos, pelas performances atléticas, e acima de tudo pelo espírito humanista e solidário, que apenas caracteriza os grandes desportistas e seres humanos.

Bem haja, Runabraços

José Carlos Melo disse...

Muito Obrigado pelas vossas encorajadoras palavras.
Sem o vosso apoio, companhia e amizade, eu duvido que alguma vez tivesse feito o que fiz.

Eu estou radiante. Sem falsa modéstia, o que eu fiz esta temporada não foi pouco, apesar de estar longe do que fazem muitos RUNNers, alguns são membros da nossa FUNtástica equipa.

RunAbraços.

Ndda disse...

Parabéns Grande Zé Carlos,

Concluiste as 2 tripletas da Peninsola Ibérica com distinção, em menos de 1 ano.

Melhoras-te consideravelmente os teus resultados e que marcas!

Conhecido em todo o território... até o meu filho Tomás (3 anos) viu uma foto tua de Madrid no FB e perguntou se era o Zé?

Considero-te o mais imparável corredor que conheço.

Parabéns pelo post e postura que representa muito bem os R4F.

Até á proxima RunAbraço,
NDA

João Ralha disse...

Um abraço de parabéns ao Nuno Tempera, que em Madrid bateu(pelo menos) dois PBT´s, o da Meia e o da Maratona.


Runabraços