domingo, 1 de abril de 2012

3º Trilhos de Almourol - A prova


Mais um grande dia desportivo, com excelente tempo para a prática da nossa modalidade. Sem Sol, sem vento, sem chuva, com uma excelente temperatura numa boa organização do CLAC, a quem damos os nossos parabéns.

Apenas destoou a má disposição do "vassoura" dos Mini-Trilhos. Pessoas com presa e mal dispostas não servem para a simpática e muito útil função de "vassoura".

Excelentes resultados, a começar na Maria Antunes que ficou em 4º lugar na caminhada logo a seguir às especialistas da caminhada nórdica. Até já a querem "contratar".

Nos Mini-trilhos, o grande Zé Carlos Melo em grande forma, seguido pelo César a recuperar muito bem e pelo Alfredo Falcão. De salientar o fato de que tivemos 5 atletas a fazer o seu máximo em distância, mais de 25 km: Filipa Cabaça, Paula Carvalho, Gerardo Atienza, Rute Fernandes e Rita Felizol, com o Gerardo a representar-nos, galhardamente, numa maioria esmagadora das nossas atletas.

Nos Trilhos a Ana Grosnik, mais uma vez, deixou os nossos companheiros a "milhas". Foi seguida pelo Miguel San-Payo a recuperar de algumas mazelas nas últimas semanas, pelo Paulo Jorge, em preparação para a Madeira e pela excelente disposição dos "quatro magníficos", Jorge Cancela, Jorge Esteves, Jorge Paulo e Teodoro Trindade a acabarem juntos e com grande "FUN".

Depois de um simpático almoço, regressámos a casa com o prazer de termos participado numa corrida para mais tarde recordar.

Runabraços

12 comentários:

Rui Ralha disse...

Por acaso também foi a maior distância que fiz em trilhos... e devo confessar que gostei bastante da prova e que estou praticamente convertido. Tenho é que treinar mais as subidas e descidas para evitar as cãibras que me assaltaram na parte final

Nuno Sentieiro Marques disse...

Foram tantos, com tantas estreias a vários niveis e com tão bons resultados...que vou apenas deixar muitos parabéns a todos.
Mas...um beijo especial para a principal estreante Maria Antunes :).

Runabraços

Ndda disse...

Parabéns a todos pela bem disposta participação espelhada nas fotos do FB.

Trilhos é uma prova com outro espirito.

Grande resultado o da Ana Grosnik, Maria Antunes e as restantes laranjas, especialmente aos estreantes.

Parece ter sido um grande dia. Talvez para o ano consiga participar nos trilhos de Almorol.

RunAbraços,
NDA

Eduardo Correia disse...

Estão todos de parabéns!!
Um dia ainda tenho que experimentar uma prova em trilhos!!!
Abraço

Paulo Marcos disse...

belo relato!

Jorge Duarte Pinheiro disse...

Parabéns a todos, muito em especial à Maria Antunes!

Miguel San-Payo disse...

Caros Atletas Homens,
temos de nos organizar. Na prova dos 42km, levei 40 minutos da Ana Grosnik e os 4 magníficos levaram 80 minutos. O segredo estã nos treinos da Ana Grosnik em Monsanto.Há que fazer algo.....

Alfredo Falcão disse...

Para mim foi a maior distancia absoluta, o máximo que tinha feito tinham sido 22km. A partir do km 15 a corrida começou a ficar muito difícil, mas quando os 21km previstos se transformaram em 22, depois em 23, 24 e quase em 25 pensei porque é que me tinha metido "nisto". Também pensei nos outros atletas que fazem aquelas distancias enormes... como será possivel? No fim adorei a corrida e hoje já estou a pensar qual será a próxima.

Jorge Paulo disse...

Sem dúvida, um dia passado com muito FUN.

Muitos parabéns a todos os participantes e acompanhantes nos trilhos de Almourol.

Ao Jorge Cancela, Jorge Esteves e Teodoro Trindade (companheiros de 43 Km) o meu muito obrigado pelo companheirismo, solidariedade e muito boa disposição, sem eles não teria sido tão agradável efectuar este percurso.

O meu muito obrigado à restante comitiva RUN4FUN, por esperarem, julgo, que alguns mais de 3 horas, pela chegada dos primeiros a contar do fim.

Entrar dentro do pavilhão desportivo e receber uma ovação de todo o grupo RUN4FUN, é de facto o melhor prémio que se pode receber.

Carlos Melo disse...

Um dia de trilhos passado numa prova bem organizada como esta, feito com um elevado espírito de equipa, é um dia muito bem passado.

Parabéns a todos os atletas por esta grande jornada. Particularmente às atletas R4F que estiveram em grande destaque nestes Trilhos de Almourol. Tanto com a excelente prestação da Ana Groznik, como com a grande evolução que as restantes atletas têm tido nestas provas e nestas distâncias. Temos muito que aprender com a evolução e o exemplo das nossas atletas.

Os Mini-Trilhos provocaram uma experiência diferente, a caraterística particular de terem quase mais 4 kms da distância divulgada, o que causou uma sensação de "mas isto já devia ter acabado, ... quando é que isto acaba?" durante muito tempo, uma espécie de "dejá vu" do que se passou na Corrida do Monge (aqui por outros motivos).

RunAbraços.

Teodoro Trindade disse...

Obrigado João, pelo relato e pelo companheirismo, extensível à fantástica comitiva R4F. Voçês são do melhor, pois é necessário um enorme coração para esperar mais de 3h por quatro lesmas aos quais faltaram as pernas.

Embora não tão dura como inicialmente esperava, a prova foi excelente. Bom tempo, piso seco, boas marcações, abastecimentos razoáveis e sempre simpáticos, bonitas paisagens, e fantástica companhia. Neste aspecto não podia ter escolhido melhor. De início eramos 6, mas rapidamente 2 fugiram (Ana e Miguel) e ficamos só 4 (eu + 3xJorge). Depois foram perto de 6h de convívio entre nós, com outros companheiros de jornada e também com os adamastores do percurso. Mas foi tudo superado pelo melhor usando: i) a excelente forma física do Jorge Paulo o qual possui todas as características de um trailista; ii) a boa disposição, o sorriso pronto e a enorme "garra" do Jorge Cancela que fazem dele um parceiro perfeito; e iii) a inesgotavel e explosiva energia do Jorge Esteves que nos últimos 5km literalmente nos rebocou a todos até à meta. Com esta companhia que venha a ultra.

Espero que tenham gostado tanto como eu. Ainda hoje tenho o sorriso de domingo.

(as minhas fotos aqui).

Abraço.

anci disse...

Last year I ran Mini trilhos de Almourol, it was my first trail. Although I was totally exhausted already after the "mini" distance, when I saw later photos from the event I regretted not seeing the whole route and I made a promise to do this year the bigger distance. But I have to confess, this Sunday morning before the start, I honestly regretted being registered for 42 km, it is a scary distance! I guess I would be even more afraid of a street marathon which is probably physically easier for being more flat, but it must be mentally tiring and monotonous - well, I will never know for sure unless I do it one day, which is not very likely...
After the first two or three kilometers I stopped asking myself why on Earth I am doing this - I was too absorbed with technical demands of the terrain and fascinated by amazing views and natural beauty everywhere. No words to describe it! But it was also just as tough as I was afraid. Four kilometers before the end suddenly I was paralyzed by cramps. I was rolling in pain on the floor, two runners stopped and tried to stretch my leg, they were so nice and considerate and organized for me somehow a pinch of salt from another runner - which helped immediately. I was so touched and humbled by this help and attention from co-runners, completely unknown and my best friends at the moment. I am sure I did not thank them enough. They must have been tired at 38th kilometer, but they did not think twice and stopped immediately to help me.
Not sure if it was for the salt I consumed, or for the break I got from "resting" on the ground, or the strong wish to finish, or simply for the adrenaline rush - but right after this cramping episode I felt completely refreshed and ran the last four kilometers without feeling tired at all. Strangely, I even felt much better than in the beginning five hours ago. And it was absolutely fantastic to cross the finish line, seeing Ralha couple, João arranging a chair for me and Luísa getting me a bag from the car - I felt treated as a queen. After the shower it was so nice to sit down and eat and chat with other run4funners, waiting for the rest of the group to finish, and getting a ride back to Lisbon - already looking forward to repeat loucuras like that...
It is true that I run alone, because I also practically always train alone and I am not really used otherwise. But it is so good to belong to this club, everyone being so good-hearted and with a positive spirit. I can't stop thinking how more fun and relaxed and easy this running events are for me now. Dear all, I really appreciate it, more than I can express in any language, and I will have to find a way to thank in action and not just words, but for now I can only say OBRIGADA :-)