terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Maratona de Sevilha, a Primeira


Um amigo meu ultra maratonista e com diversas maratonas no currículo, dizia-me, já há mais de 10 anos: qualquer tipo faz uma maratona. E eu respondia-lhe: oh Manel vai gozar outro. Hoje digo: caro Manuel Martins tens toda a razão!

Tudo começa (e acaba) no processo de decisão. Uma vez esta tomada, só factores exteriores nos podem parar. Foi o que aconteceu comigo no início dos treinos para a Maratona do Porto do ano passado. A carga aumentou e o meu "joelho mau" não aguentou. Sem dramas, abrandei, continuei calmamente a treinar e depois da Meia de Lisboa senti que poderia recomeçar. Adoptei como referência um plano do My ASICS com apenas 3 treinos semanais e longões crescentes aos Domingos. Quando, enquadrado neste plano, fiz o treino do Fim da Europa de ida e volta (maluco, como diziam os meus parceiros de treino) sabia que estava preparado e que faria a Maratona - não havia no meu espírito qualquer réstia de dúvida, apenas o tempo final era uma incógnita. Apontei para as 4h mas sabia que era extremamente ambicioso.

Dormi maravilhosamente na véspera e, na hora da partida, não tinha qualquer stress, confiança absoluta. Dado o tiro mantive-me junto dos balões das 4h até que estes rebentaram e tive que me restringir ao relógio. Fiz 2h exactas à meia e mantive-me nos 5'40'' até aos 30km, já com a companhia do meu irmão e da Luísa, extraordinários e incansáveis companheiros que muito me animaram e estimularam. E até aí tudo tinha decorrido como se dum treino longo mas suave se tratasse. Depois... foi-se a confiança e a força nas pernas. Fui intervalando alguns segmentos de marcha e, nos últimos kms, só queria que aquilo acabasse. Confesso que, embora em dificuldades, nunca sofri. O meu objectivo já era só acabar e tal não fazia sentido, era apenas uma questão de tempo. Na entrada do estádio comovi-me e um turbilhão de sensações apoderou-se de mim, indescritíveis, mas basicamente era uma enorme alegria. Só não consegui as 4h; de resto diverti-me imenso e terminei a minha primeira maratona numa altura em que, como muitos dizem, já tenho idade para ter juízo. E menos de meia hora depois do "tormento", já estava a planear a próxima. Mais, apesar do cansaço de ontem, hoje apenas sinto algum incómodo mas nada comparado com o "andar novo" que me auguravam.

Voltando um pouco ao início, sem querer banalizar a prova rainha (e sou a prova disso): QUALQUER UM FAZ UMA MARATONA! Atrevei-vos companheiros!

20 comentários:

Patrícia Calado disse...

Grande Rui! Foi muito comovente ler o teu post e acredita que a vontade de tentar fica cá! Parabéns pelo teu feito! Um grande beijinho!

Ndda disse...

Fantástico Rui,

Grande fotografia e grande prestação.

As emoções estão lá todas!

Com um apoio familiar desses nada podia falhar.

És um Maratonista e Nunca mais serás o mesmo.

Quando é a próxima ?

RunAbraço,
NDA

Nuno Sentieiro Marques disse...

Grande Rui.
Belo e comovente texto.
Obrigado pela partilha.

Realmente á fantástico podermos contar com a companhia de alguém mais experiente que nós na primeira maratona (tive essa sorte).

Mas o apoio adicional quer emocional quer em companhia de quem nos está mais próximo é sem dúvida uma "benção" (a experiencia de ter corrido parte da minha 2ª maratona com a Cris é indescritivel...sem desmerecer obviamente a companhia fantástica do Nuno Almeida na primeira :) ).

Parabéns meu amigo, e não estás na "idade" de ter juízo, isso não existe...a vida é para viver intensamente, está é na altura de começares a pensar na próxima :).

Runabraços

nemagiev disse...

Vinha aqui pedir para pararem com estes bons relatos...é que se não dá se o ridiculo de eu qualquer dia ir lá tentar correr isso tudo...fora de brincadeiras muitos parabens ninguem duvidava que fosses capaz e agora a dúvida é só qual a 2ª?

46 disse...

Caro Rui,

parabéns pela tua conquista. Tenho uma profunda admiração pelos resultados que consegues com os 3 treinos semanais.

Isso só prova a tua grande qualidade atlética e capacidade de realização.

Parabéns,

AC

Eduardo Correia disse...

Ruizinho, oh pá....fico contente por teres gostado e já estares a pensar na próxima. Qual é? O tempo na nossa idade já era, o importante é o convivio e a diversão nos treinos e a participação!
Muitos parabéns
Abraço
EC

Orlando Ferreira disse...

Muitos Parabéns Rui.
Tive o prazer de te acompanhar no que terá sido o teu último treino antes da prova e deu para perceber o teu espírito relativamente a esta tua participação.
Quanto ao juízo... falta dele terias se não tivesses tido a "ousadia" e ambição de teres tentado, e conseguido, fazer uma maratona.
Assim o teu joelho deixe, certamente que vais voltar a fazer outra porque "o problema" é começar...

Jorge Esteves disse...

Parabéns Rui!

És Maratonista! Muitos dizem que o que custa mais na maratona são os treinos e não a prova e realmente fazeres a estreia acompanhado da família e num ambiente com milhares de pessoas a apoiar é realmente especial!

Runabraços

José Magalhães disse...

Rui
Com mais ou menos dificuldade e depois daquele treinão em Sintra, sentia que conseguirias.
Mais um a ser inscrito no pelotão dos Maratonistas. Parabéns.

Francisco Sanches Osório disse...

...muitos parabéns por esse feito que te vai ficar na memória!! Os vossos relatos são contagiantes. O meu dia D está ai a chegar ;)
Grande abraço!!

João Ralha disse...

Para o meu "irmãozão", é assim que eu o trato, porque é mais velho e maior que eu... :), os meus parabéns pela tua brilhante prestação.

Com melhor tempo do eu fiz na minha 1ª maratona, quando eu era um jovem a quem faltava menos de um mês para os 50 anos. Com mais 4 anos do que tinha na altura, O Rui passa a ser o nosso maratonista mais "experiente".

No Domingo, telefonei à nossa mãe e disse-lhe que agora só tem filhos maratonistas (...não temos mais irmãos).

Somos mesmo "locos" que correm".

É uma grande satisfação e aqui fica o desafio, particularmente para as nossas "meninas" para se abalançarem a tão notável feito, ao alcance de pessoas normais, como nós.

Runabraços

Pedro Carvalho disse...

Muitos Parabéns.
São relatos destes que me empurram para os 42.195Km. Quem sabe não será ainda este ano. Para já a Meia é o meu primeiro grande desafio e está já aí. O resto virá naturalmente.
Obrigado pelo relato fantástico!!!

Teodoro Trindade disse...

Parabéns Rui, grande vitória.

Permito-me dizer que para ti:
"o impossivel demora somente um pouquinho mais".

RunAbraço

PS. olha que o "andar novo" é garantido, nem que seja só o de "orgulho".

Goncalo Fontes de Melo disse...

Caro Rui,
Parabéns pela excelente prestação e, principalmente, pelo espirito jovem, bem patente na foto! Mais um relato inspirador para um aspirante a maratonista como eu.
Abraço.

Manuel Romano disse...

Caro Rui,
Parabéns pelo grande resultado de Sevilha e já agora obrigado pelo desafio que me lanças-te em Dezembro. Graças a ti posso agora dizer que também eu já corri uma maratona, quem diria!
Um grande abraço

Cesar Moreira disse...

Maratonista Rui,
Tenho muito orgulho em dize-lo, pois para todos nós que aprendemos contigo, és um dos mestres a quem só faltava este grande feito...

muitos parabéns, espero poder contar com os teus ensinamentos e fazer uma proxima maratona a teu lado

Runabraço

Carlos Melo disse...

Parabéns Rui!
A primeira Maratona fica bem gravada na memória. Ainda mais esta a terminar com o ambiente da entrada no túnel e finaliza em apoteose em redor do estádio.

A tua experiência diz-me que, ao reveres o "filme" desta Maratona, certamente já descobriste vários pormenores e "pormaiores" a alterar, seja nos treinos, seja na preparação da véspera ou na tática a aplicar ao longo dos 42 kms, por forma a fazeres a próxima Maratona mais forte e veloz.

O espírito que transparece neste teu relato deixa perceber que tens condições para na próxima baixar (e muito) o teu tempo da maratona.

Parabéns Maratonista!
RunAbraço.

Miguel San-Payo disse...

Muitos parabéns pela conquista da tua 1ªMaratona. Agora começa a pensar na próxima para te tornares MARATONISTA.

Paulo Marcos disse...

Qualquer um faz a Maratona...por isso existem apenas uns mil activos em Portugal!!!

Boa metodologia, auto-confiança, domínio sobre os sinais vitais do corpo, afinal a triologia de sucesso do Rui. Parabéns!

Jorge Duarte Pinheiro disse...

Bravo, Rui! Mas tu não és qualquer um... Parabéns à inigualável Família Ralha.
Runabraços