quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Serra de Sintra – A magia do treino nocturno

Caros Amigos,
Entrei para os R4F, pela mão do João Fialho, à cerca de ano e meio.
O meu primeiro treino oficial com esta gente maravilhosa (ainda sem camisola laranja), foi exactamente a um domingo pela fresquinha com uma volta de 15Km (ir até aos 4 caminhos e voltar).

Recordo que além de estar o João, penso que estavam também o Jorge Pinheiro, o Luís Matos Ferreira e seguramente mais dois ou três companheiros a quem peço desculpa por não me recordar.

Descobri nesse dia, que as sapatilhas fantásticas da Adidas personalizadas (e caríssimas), que utilizava, eram na realidade uma autêntica trampa para correr e com o peso que tinha só serviam para me “rebentar” mais ainda as articulações. Só por isso já tinha valido a pena.

A partir desse dia, foram diversas as subidas que fizemos à serra, normalmente ao fim de semana pela manhã, mas sempre à luz do dia.
Com grupos de 4 ou 5 companheiros ou apenas Eu e o João.
Chegámos inclusivamente a organizar treinos “especiais” com participações superiores a 30 atletas e logística devidamente preparada…a serra ficava sarapintada de laranja.
Alguns destes treinos ficarão seguramente para a história.

A determinado momento, o João desafiou-me para subirmos a Serra a um dia de semana….e à noite.
Inicialmente pensei que fosse uma brincadeira, depois verifiquei que não era a brincar e deduzi que o homem estava maluco, e quando dei por mim já estava a caminho e plenamente convicto que em vez de um maluco éramos dois.
Mas atenção a maluquice do João é um pouco superior à nossa, só equiparada à do Paulo Jorge e do Zé Carlos Morais dos Santos…estes meninos se não tiverem companhia, põem-se a caminho sozinhos serra acima e abaixo e acima…enfim malucos em estado avançado.

Aos poucos os malucos foram aumentando, primeiro a Cristina (na mesma semana subiu 3 vezes….e por iniciativa dela!!!), depois o Nuno Tempera(o criador do Farol da Serra), um pouco mais tarde o Luís e o Paulo Jorge, o Franco também se juntou a nós, o Jorge Pinheiro ia pontualmente aparecendo e acabámos a organizar alguns treinos pontuais nocturnos onde convidávamos uma ou outra pessoa para se nos juntar.

Nessa altura, nunca pensei que fosse possível que na mesma semana tivéssemos dois treinos nocturnos na Serra espaçados por 48horas com a participação que tivemos (ainda ontem à noite, após o treino eu e o João falámos do tema e da satisfação com que estávamos pelo sucedido) e ainda por cima com uma percentagem de senhoras muito significativa (significa que a loucura não se resume ao sexo masculino).

Segunda-feira 19, subida a S. Pedro, Sta. Eufémia e ao Castelo.
10Km muito duros, mas o pelotão de 12 bravos não cedeu.
A noite estava maravilhosa e foi possível usufruir da paisagem fantástica e única que estes diversos pontos nos proporcionam.





Quarta-feira 21, subida até aos 4 caminhos e retorno.
15Km simpáticos, “atacados” por um pelotão de 18…sim de 18, “malucos”.


Tivemos estreias nas subidas nocturnas, que foram devidamente apadrinhadas pelo “Senhor da Serra”, João Fialho.


Não tivemos tanta sorte com o tempo, pois o nevoeiro em determinadas zonas não permitiu o desfrutar da paisagem.

O João, apesar de lesionado fez questão de estar presente ao inicio de cada uma destas subidas, apenas e só para dar animo e motivar.
Obrigado João e rápidas melhoras…a Serra já chora por Ti.

A magia da Serra quando se corre à noite é difícil de explicar…mas que é mágico é.
Quem experimenta fica apaixonado. Apesar da dificuldade e dureza de alguns trajectos, o silencio absoluto apenas substituído pelo barulho nas nossas passadas e respiração, a escuridão completa coberta pelas altas arvores em determinadas zonas, as vistas que nos proporcionam determinados pontos, o aparecimento do Palácio na subida ou da Vila na descida…enfim, é muito difícil colocar por palavras o que apenas se sente quando se experimenta e partilha.

E meus amigos, para finalizar os treinos, subir à fonte mágica e beber a água que vem da Serra, é sublime e único.



Espero que tenham gostado.
Nós, os do núcleo de Sintra, adorámos ter a vossa companhia e esperamos sinceramente que se possam juntar a nós mais vezes.

Bem haja a todos e votos de um feliz Natal.

Runabraços

Nota : quem sabe se para a semana poderemos marcar uma subidita para a despedida do ano (não vai ser fácil, temos o treino pirata de Monsanto agendado para quarta-feira e as São Silvestres no fim de semana).

5 comentários:

nemagiev disse...

Nuno o prazer da subida foi nosso...sim é puxadito mas compensa..e sim o bicho de querer repetir fica cá...vamos ver quando volto a subir mas espero qu em breve

Joao Fialho disse...

Fantástica descrição Nuno.
Muitos Parabéns.

"Loucura" saudável, acrescentaria eu!
Mas será mesmo uma "loucura"?

Sintra é reconhecida internacionalmente com um dos 20 melhores hotspots para correr a nível mundial.

E ela ainda tem tanto para oferecer... Acreditem!

Novos percursos, novas dificuldades, novas paisagens e acima de tudo novas oportunidades para "Run 4 Fun"!

João Ralha disse...

Aos nossos amigos Nuno Sentieiro Marques e João Fialho, os parabéns pela sua notável iniciativa.

Em Sintra são-nos propiciados magníficos treinos com todas as vantagens: boa companhia , paisagem noturna muito bonita,poder beber aquela água da serra e dificuldades acima do normal, que são boas pois nos preparam para as mais difíceis corridas.

E acima de tudo, um espírito de camaradagem extraordinário pois, independentemente do ritmo de cada um.....ninguém fica para trás, nem sózinho, no melhor estilo Run 4 Fun.

Bem hajam e Boas Festas

Runabraços

Luis Matos Ferreira disse...

Sem dúvida que estes treinos à noite em Sintra têm algo de mágico!
A Serra já de si tem um encantamento muito singular, e então de noite assume uma feição telurica fantástica. Percorrê-la acompanhado por um entusiástico grupo de amigos é um enorme privilégio.
Um grande agradecimento ao João Fialho e ao Nuno Marques por nos proporcionarem estes momentos únicos.

Carlos Melo disse...

Parabéns por mais este Belíssimo treino!

Um treino em plena Serra de Sintra é um bálsamo para o espírito, um elixir do bem-estar (ainda mais é gratuito)!