terça-feira, 25 de outubro de 2011

Bilbao Night Marathon


Há um ano por esta altura, eu corria 5km e estava praticamente arrumado. Um dia, em espírito de desafio pessoal, decidi começar a treinar a meia maratona de Lisboa, mas assim que fiz a meia decidi aumentar o desafio e treinar para uma maratona completa.

Durante os últimos quatro meses segui quase à risca os conselhos do livro “Advance Marathoning” (Pete Pfitzinger e Scott Douglas). Este livro foi uma ajuda extraordinária e recomendo vivamente a sua leitura. Eu escolhi o plano mais “soft” com cerca de 80 km semanais e foi um longo percurso até chegar ali, à linha de partida da minha Maratona. A partida era mesmo ao lado do guggenheim, a temperatura estava perfeita e eu começava a sentir a adrenalina necessária para o que aí vinha. O tiro de partida foi acompanhado por um espectáculo de fogo de artifício e pela habitual confusão dos encontrões iniciais. Seguindo os conselhos do meu livro aproveitei essa confusão para evitar acelerar demasiado e encontrar o meu ritmo. Assim tentei passar a primeira metade da prova poupando ao máximo as energias para o que vinha a seguir.

A maratona de Bilbao é composta por duas voltas de 21km em que durante a primeira volta também se realiza uma meia maratona. O percurso é bastante plano e acompanha a o rio Nervion durante a maior parte dos Kms. Este ano a partida foi adiada para as 21h30 e para mim isso até foi bom, porque é a minha hora habitual para treinar.

No final da primeira volta, os corredores da meia desapareceram e o percurso ficou com muito menos gente. Olhei para o relógio e ele marcava 1h48, as pulsações estavam dentro dos limites, sentia-me com energia e pensei “agora é que é”!

Nesta fase a corrida mudou totalmente, havia muito menos companhia e o cansaço começou a atacar as pernas, mas por volta dos 30km tive uma descarga de adrenalina e consegui manter um ritmo suficientemente forte para começar a ultrapassar outros corredores. Ao km 33 consegui ultrapassar a lebre das 3h45 e isso deu-me um ânimo tremendo para continuar.

Os últimos kms são realmente a alma da maratona e é terrível ver corredores ao nosso lado a caírem com cãibras ou a desistirem a um kilometro do fim. Eu acho que passei os últimos quatro kms a gritar para mim mesmo “Gonçalo, não pares”, pois as pernas já não respondiam.

Depois de passar os 42 km, a visão da recta da meta é uma coisa realmente extraordinária e a partir daí, soube que já não escapava. Passei a linha com o tempo de 3h43 e com uma alegria enorme por ter conseguido acabar!

Quanto aos meus ténis five fingers, portaram-se lindamente. Se houvesse chuva, tinha tido problemas de aderência em muitos sítios, mas tive sorte. Cheguei ao fim sem nenhuma bolha, nem nenhuma mazela em especial, só que para além das tradicionais dores associadas ao cansaço, desta vez até os cinco dedos de cada pé estavam doridos!


RunAbraços,

Gonçalo Lopes


PS- Não corri com a camisola laranja, porque já era uma corrida com demasiadas novidades e achei melhor não abusar!

15 comentários:

Teodoro Trindade disse...

Grande atleta, parabéns pela marca alcançada, é um tempo muito bom, e logo na primeira maratona.

Obrigado pelo relato, está excelente.

Agora ... quando é a próxima?

RunAbraço.

Ndda disse...

Parabéns Gonçalo, grande registo e logo nos primeiros 42K.

Esta coisa de partir sozinho para a primeira Maratona no estrangeiro é de facto uma odisseia.
Deve ser fantástico correr uma nocturna.
Temos reforço de grande qualidade atlética e na crónica. Na próxima não tens desculpa para não levar a laranja!

Ficamos á tua espera nos próximos treinos e/ou corrida, bem como a segunda Maratona para a confirmação! (quem sabe Lisboa 4 Dez).

RunAbraço
NDA

Gonçalo disse...

Agora vou é descansar que ainda tenho as pernas feitas num oito!

Mas daqui por uns dias vou-me inscrever no sorteio para a maratona de Nova Iorque e quem sabe!

46 disse...

Excelente resultado para uma primeira Maratona.

80Kms por semana é bastante bom.

Parabéns pelo resultado e pelo esforço.

Venha a próxima.

Quantos Maratonistas o R4F já tem?

AC

João Ralha disse...

Parabéns Gonçalo pelo excelente resultado na 1ª maratona e pelo modo esclarecido como fizeste a descrição da tua preparação.

De facto, a parte final é a mais complicada, mas quando sabemos que o fim está perto dá-nos uma espécie de 2º fôlego para conseguir-mos acabar.

E venha agora a 2ª.....

Runabraços

Joao Fialho disse...

Muitos parabéns pela primeira maratona.

E que grande tempo logo na primeira maratona!

José Magalhães disse...

Grande tempo. Ainda por cima correr a primeira maratona sozinho.
Obrigado pelo relato. Serve alerta/aviso para quem vai correr a primeira maratona.
"Plano soft" a correr 80 km por semana!!! Muito bom.
Runabraço

Jorge Paulo disse...

Muitos parabéns, Gonçalo.

Conseguires fazer 3h43 na tua primeira maratona é obra.

RunAbraço.

Jorge Paulo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jorge Duarte Pinheiro disse...

Muitos parabéns, Gonçalo, pela primeira maratona e pelo tempo, muito bom (para a 1ª, 2ª, 3ª, etc.).
RunAbraço

Jorge Duarte Pinheiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nuno Sentieiro Marques disse...

Grande Gonçalo, parabéns.

Belo relato, muito obrigado.

Resumo : temos atleta e temos escriba :-)

Esta tua crónica serve também como incentivo, para nós que estamos a preparar a nossa 1ª.

Para quem corre por prazer e como forma de ter algum escape à azafama do dia a dia, a Tua performance parece-me fantástica para primeira maratona...a passagem à meia é que me pareceu muito rápida.

Os 80Km/semana ser soft!!!!
Gostava de saber o que é uma preparação "puchada" (obviamente para nós que levamos isto das corridas com muito "FUN").

Aguardamos pela Tua companhia, com a respectiva "laranja" vestida, para uma próxima corrida e que seja o mais breve possivel.

Boa recuperação e bom descanso.

Runabraços

Eduardo Correia disse...

Muitos parabéns Gonçalo, bom resultado na primeira maratona. Ainda tenho duvidas em correr 42 kms com os ténis five fingers, mas pela discrição deve funcionar.
Agora é descansar e começar a preparação para a próxima maratona mas com a camisola R4F.
RunAbraço.

Alfredo Falcão disse...

Gonçalo, eu também corro com ténis minimalistas. Parabéns por demonstrares que se faz quase tudo com os 5 fingers. Eu noto a questão da falta de aderência em molhado mas tirando isso e terrenos muito acidentados é igual aos tenis tradicionais. Quando nos encontrarmos temos que trocar impressões sobre "correr descalço".

Parabéns e RunAbraços

Carlos Melo disse...

Parabéns Gonçalo! Grande resultado na maratona de estreia.

Obrigado pelo relato da experiência. Correr uma maratona noturna urbana deve ser muito interessante.

Agora é preparar a próxima e já dá para identificar as malhorias a fazer no treino e na prova para optimizar o resultado.

RunAbraços.