segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Síndrome de Dravet - Venha caminhar no Parque das Nações, dia 5/11 às 10h30m

Caríssimos,

O filho de um grande Amigo meu sofre de uma forma grave de epilepsia, designada Síndrome de Dravet.

O Sindrome de Dravet é uma doença rara, de origem genética, que se manifesta como uma epilepsia grave e incapacitante - em que as crises epiléticas não são controláveis com fármacos disponíveis actualmente - e que é acompanhada por um significativo atraso no desenvolvimento psico-motor.

Existe neste momento um projecto de investigação na área da terapia genética, denominado por OPKO, que vem trazer uma enorme esperança a estas crianças. Este projecto é apoioado pela Dravet Syndrome Foundation nos EUA e cujo núcleo Europeu está sediado em Espanha http://www.dravetfoundation.eu/

Dado tratar-se de uma doença rara, a Indústria Farmacêutica tem demonstrado pouco interesse em perseguir a cura, assim têm de ser os Pais e já agora, todos nós, a lutar e ajudar esta causa.

Neste sentido têm ocorrido diversas caminhadas em todo o Mundo como forma de sensibilização e angariação de fundos que permitam continuar a investigação. No próximo Sábado ocorrerá uma caminhada em simultâneo em Portugal e Espanha, que no caso Português será entre o Pavilhão de Portugal e a Torre Vasco da Gama.

Estou certo, que todos concordam comigo que o apoio a esta causa está claramente no âmbito de actuação do Run4Fun, pelo que Vos desafio a criarmos uma enorme mancha laranja no próximo Sábado e dentro da medida do possível a contribuirmos individualmente para a causa - é possível fazer a contribuição para a causa no local!

Dado que estamos numa das nossas zonas de treino, quem quiser pode sempre, antes ou depois juntar uns quantos Km de corrida a esta simbólica caminhada. Para aqueles que têm provas no dia seguinte, esta pequena caminhada serve para descontrair a cabeça e os músculos para o dia seguinte.

Conto Convosco!

Runbraços

Bruno Bastos da Silva

domingo, 30 de outubro de 2011

Meia Maratona "20 kms de Almeirim"


Mais uma bela prova que para mim, para o José Magalhães e para a o António Serafim foi mais um treino para a Maratona de Lisboa.
A prova estava muito bem organizada, desde a inscrição, a sinalização na rua em Almeirim, a entrega de dorsais, os abastecimentos (apenas água - mas as esponjas para nos refrescarmos foram excelentes), o duche e finalmente a sopa da pedra.
A sopa da pedra estava excelente, especialmente depois de correr uma meia maratona.
Estávamos 4 inscritos: eu, o António Cruz, o José Magalhães e o Serafim. Quando já estávamos a ir para a partida vemos o Eduardo Correia que se tinha inscrito de véspera e que não estava como R4F. Então fomos os 5 para a partida.
O tempo estava bom para correr - temperatura agradável à volta de 15 graus - mas devido à mudança da hora a corrida começou às 11 horas solares. Mas como iam havendo sombras pelo caminho foi melhor do que esperado.
Na partida, eu , o José Magalhães e o Serafim fixámos o objetivo de fazer um tempo abaixo de 1h50m. Começámos devagar resistindo à tentação da rapidez do arranque e tentámos sempre gerir o ritmo. No final dos 3 apenas o Serafim baixou da 1h50 (eu ultrapassei 2 segundos!!!).

Apesar disso foi PBT para mim (menos 3 minutos que a minha melhor marca na meia). Penso que também terá sido para o José e para o Serafim.
O António Cruz e o Eduardo seguiram nos seus ritmos e terminaram bem à nossa frente.


Resultados oficiais (segundo o meu GPS fiz menos 25 segundos que o tempo oficial):
NomeTempoGeralEscalão
António Cruz1:33:0127043 M45
Eduardo Correia1:37:3837564 M45
António Serafim1:49:59617106 M40
Miguel Dias1:50:27627107 M40
José Magalhães1:50:38630108 M40


Equipas: 60º (em 69) (se o Eduardo estive inscrito na equipa seríamos 58º).

Foi um belo treino para a Maratona e uma manhã bem passada. Segue-se agora o longão de 35kms e a Meia Maratona da Nazaré.

Runabraços
Miguel Dias

Novos companheiros "Run 4 Fun"

Hoje e na passada corrida do Tejo, tivemos vários novos companheiros em corridas:

O António Coutinho Rebelo, na corrida do Tejo. O António é marido da Maria João Rebelo, uma das nossas fundadoras. Neste caso foi a mulher a puxar por ele, quando é, normalmente, o contrário. Estão na foto, antes do início da prova, na 1ª fila, a contar da direita, o António é o 2º e a Maria João, a 3ª: A Maria João está ao lado do famoso António Cruz , o "46" (no blogue), outro dos nossos fundadores e um dos mais rápidos Run 4 Fun.

O João Veiga, que hoje esteve no "Corre Jamor" e está na foto do "post" respetivo ao lado do Tiago Ribeiro, mais um Run 4 Fun que se vai iniciar na Maratona em Dezembro.

O Gonçalo Melo que correu também no Jamor e que está a preparar-se para a sua 1ª Maratona, em 2012.

A Claire Monroy uma simpática psicóloga norte-americana, bolseira da Fundação Champalimaud na área das neurociências e que tem experiência de corrida em "trails". Ela treinou em Santa Bárbara, na Califórnia, na equipa do Luís Escobar, um dos participantes na corrida dos Tarahumaras descrita no livro "Nascidos para Correr" do Christopher McDougall. A Claire tem uma camisola com o novo logotipo do Run 4 Fun.

Já foram distribuídas dez destas camisolas, com o novo logotipo e muitas mais existirão a curto prazo. Daremos mais notícias em breve.

Benvindos António, João, Gonçalo e Claire e que se divirtam muito a correr connosco.

Runabraços

19ª Corrida do Monge

Esta corrida disputada num dia belíssimo depois das chuvas impiedosas que tivemos durante alguns dias, tinha tudo para ser muito interessante. E foi........

Em primeiro lugar, quero felicitar os organizadores, que são pessoas amadoras, voluntárias, que dão graciosamente boa parte do seu tempo livre para que estas provas se possam realizar para satisfação de todos.

Aconteceu que, no mesmo dia e no mesmo percurso, houve uma prova de BTT que tinha fitas de indicação do percurso exatamente iguais às da Corrida do Monge. E nós quando iamos a correr dizíamos, os que já tinham feito a prova em anos anteriores: "têm um percurso novo", "antes não havia tanta estrada", "nunca mais aparece a rampa do corta-fogo"..... Foi assim até perto dos 10 km. Aí percebemos que algo estava mal apesar de o percurso estar impecavelmente marcado, com fitas nas árvores, com marcações a branco no chão. Estávamos no circuito dos "BTTistas".

O problema foi de como haveríamos de regressar à meta. Eu ia junto com o Jorge Esteves que entretanto se adiantou e deixei de o ver. Segui um companheiro que já vinha connosco há algum tempo e que conhecia a serra. Lá seguimos até aos "4 caminhos" e daí até aos Capuchos e depois até à meta. Pelo meio encontramos vários companheiros, perdidos como nós. Em resumo, fiz mais de 22 km em mais de 2,5 horas. foi de tal modo que até o meu Garmin "desatinou" agora que queria ver o tempo e a distância exatos....ehehehhehehhh.......

De qualquer modo, o grande realce vai para o fantástico 9º lugar por equipas do Run 4 Fun conseguido pela magnífica quadra dos "orientados": Miguel San-Payo, Francisco Sanches Osório, Nuno Tempera e Gerardo Atienza, na sua 1ª participação num "trail, grande prova. Parabéns!!! O Miguel foi o 5º no escalão e o Francisco o 9º. Muito bem. Cá estão eles na foto, orgulhosos do grande feito.
Os outros todos constituíram o grupo dos "desorientados", do qual eu fui o último a chegar, mas tive o prazer de o fazer pelo caminho correto, nos últimos 2 km. :)

No final, a nossa boa disposição geral, pois nós andamos nisto pelo "Fun", para nos divertirmos. E foi uma prova inesquecível, pela confusão generalizada. Para o ano temos de regressar para a fazer pelo percurso certo. :))

Runabraços

PS

Fotos do grande atleta e fotógrafo Zé Carlos Melo

Corre Jamor

Realizou-se esta manhã o CORRE JAMOR.
A meu ver a prova estava bem organizada e bem assinalada e até o saquinho final era bem composto. Ficou só a faltar a medalha de participação.

Dos 883 que terminaram os 9 Km, do que sei, fomos 3 R4F a fazer esta prova e, espero não estar a por mal os dados porque só estava eu inscrito por equipa.
  • Gonçalo Melo - 221º lugar - 00:45:29 oficial - 00:45:21 Chip - 26º lugar em V3
  • Tiago Ribeiro  - 320º lugar - 00:47:58 oficial - 00:47:47 Chip - 65º lugar em V1
  • João Veiga      - 503º lugar - 00:52:28 oficial - 00:51:56 Chip - 120º lugar em S
Do Gonçalo não posso falar como correu porque nem o vi. Quanto a mim arranquei atrás do Tiago e tentei apanhá-lo para irmos acompanhados. Até aos 3 quilómetros e tal deu e depois tive de baixar para o meu ritmo e o Tiago foi no dele.

Melhor ou pior está acabada e foi uma prova agradável que é o que se quer e para mim teve um sabor diferente por ser a primeira com os Run 4 Fun e foi mais dificil do que esperava mas está feita.
Venham mais corridas com este grupo e fica aqui a foto para a posteridade
Abraço e boas corridas

sábado, 29 de outubro de 2011

Algés - cabo da roca - Algés

Três bravos...quase 90 km...aqui no cabo das Tormentas...perdão, da roca!


quinta-feira, 27 de outubro de 2011

19ª Corrida do Monge

Foto do ano passado. Com o Bruno Bastos da Silva que tem, infelizmente, andado arredado das corridas. Foi lá (tenho essa ideia...) que os nossos amigos Jorge Esteves e Teodoro Trindade tiveram, pela 1ª vez, contato com o nosso clube.

É já no Domingo, a difícil (enfim.......se comparamos com a Serra d´Arga , nas condições em que foi......é capaz de não ser muito difícil) e emblemática corrida, a decorrer na Serra de Sintra.
Descrição no site da "Terras de aventura":

"Para os Atletas, percurso na distância de 11458 metros (medição GPS), com partida às 11 horas frente à sede da Sociedade de Instrução e Recreio Janes e Malveira, no cruzamento da EN 247-5 (Malveira da Serra – Alcabideche) com a EN 9-1 (Malveira da Serra – Lagoa Azul).

Subida inicial em empedrado para passar a asfalto na EN 9-1, seguindo pelo Caminho dos Fetos, Tapada da Roçada e Tapada da Urzeira até à estrada florestal da Peninha (1º abastecimento), cruzando a mesma e continuando a subir até ao Alto do Monge, descendo então em estrada de terra para o cruzamento dos Capuchos (2º abastecimento) e continuando a descida até à Albufeira do Rio da Mula, local onde iniciam a subida do corta-fogo até às proximidades do cruzamento da Portela (3º abastecimento), descendo para Janes em caminho florestal paralelo ao efectuado na fase inicial da prova.
"

Já sei que vamos uns quantos!!! Os que vamos de Lisboa ( e margem Sul...se houver) poderíamos combinar transportes para amenizar a crise e baixar consumo de combustíveis (alguém sai prejudicado aqui.....não é????...... caríssimo Rui Raposo..) :)

Eu levo o meu carro e sairei dos Olivais por volta das 9:15/9:30 , 2ª circular fora, rumo à A5. Poderia apanhar alguns pelo caminho.....

Digam de vossa justiça.........

Runabraços

Corrida....bicicleta....natação....Sábado desde Algés

Próximo Sábado alguns de nós iremos fazer um belíssimo treino de bicla de estrada. Saindo da estação de Algés (da CP) pelas 08h00 seguiremos pela Marginal até Cascais, daqui ao Guincho, depois sempre a subir rumo à Malveira da Serra....depois num sobe e desce estimulante até ao Cabo da Roca! Com subidas que os automóveis potentes fazem em segunda e os outros...bem os outros.... E o regresso à Malveira, sempre a subir e a descer (não se alegrem....porque com o vento pela frente mesmo a descer não conseguimos progredir...!)...Da Malveira da Serra até ao Guincho, agora uma descida imbatível....mais de 50 kmh de velocidade instantânea....! Lindo! Estimulante! Apaixonante... Depois é cumprir calendário....de regresso a Algés....86 km no total...e antes do meio dia estaremos de regresso a casa para o almoço de família! Outros atractivos: andar de bicicleta é bom para os atletas a contas com Metatarsalgias (presente...), Fasciites plantares, para os que treinam para o triatlo, para os que fazem BTT, para os que não vão correr a Maratona em Dezembro....enfim....uma nova experiência. A companhia vai ser de alta qualidade (Eduardo, Bruno, ....) e iremos ter sol! A paisagem será deslumbrante....e no final vão ter mais uma "estória" para contar aos filhos, conjuges, .... Run...4 Fun....

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Bilbao Night Marathon


Há um ano por esta altura, eu corria 5km e estava praticamente arrumado. Um dia, em espírito de desafio pessoal, decidi começar a treinar a meia maratona de Lisboa, mas assim que fiz a meia decidi aumentar o desafio e treinar para uma maratona completa.

Durante os últimos quatro meses segui quase à risca os conselhos do livro “Advance Marathoning” (Pete Pfitzinger e Scott Douglas). Este livro foi uma ajuda extraordinária e recomendo vivamente a sua leitura. Eu escolhi o plano mais “soft” com cerca de 80 km semanais e foi um longo percurso até chegar ali, à linha de partida da minha Maratona. A partida era mesmo ao lado do guggenheim, a temperatura estava perfeita e eu começava a sentir a adrenalina necessária para o que aí vinha. O tiro de partida foi acompanhado por um espectáculo de fogo de artifício e pela habitual confusão dos encontrões iniciais. Seguindo os conselhos do meu livro aproveitei essa confusão para evitar acelerar demasiado e encontrar o meu ritmo. Assim tentei passar a primeira metade da prova poupando ao máximo as energias para o que vinha a seguir.

A maratona de Bilbao é composta por duas voltas de 21km em que durante a primeira volta também se realiza uma meia maratona. O percurso é bastante plano e acompanha a o rio Nervion durante a maior parte dos Kms. Este ano a partida foi adiada para as 21h30 e para mim isso até foi bom, porque é a minha hora habitual para treinar.

No final da primeira volta, os corredores da meia desapareceram e o percurso ficou com muito menos gente. Olhei para o relógio e ele marcava 1h48, as pulsações estavam dentro dos limites, sentia-me com energia e pensei “agora é que é”!

Nesta fase a corrida mudou totalmente, havia muito menos companhia e o cansaço começou a atacar as pernas, mas por volta dos 30km tive uma descarga de adrenalina e consegui manter um ritmo suficientemente forte para começar a ultrapassar outros corredores. Ao km 33 consegui ultrapassar a lebre das 3h45 e isso deu-me um ânimo tremendo para continuar.

Os últimos kms são realmente a alma da maratona e é terrível ver corredores ao nosso lado a caírem com cãibras ou a desistirem a um kilometro do fim. Eu acho que passei os últimos quatro kms a gritar para mim mesmo “Gonçalo, não pares”, pois as pernas já não respondiam.

Depois de passar os 42 km, a visão da recta da meta é uma coisa realmente extraordinária e a partir daí, soube que já não escapava. Passei a linha com o tempo de 3h43 e com uma alegria enorme por ter conseguido acabar!

Quanto aos meus ténis five fingers, portaram-se lindamente. Se houvesse chuva, tinha tido problemas de aderência em muitos sítios, mas tive sorte. Cheguei ao fim sem nenhuma bolha, nem nenhuma mazela em especial, só que para além das tradicionais dores associadas ao cansaço, desta vez até os cinco dedos de cada pé estavam doridos!


RunAbraços,

Gonçalo Lopes


PS- Não corri com a camisola laranja, porque já era uma corrida com demasiadas novidades e achei melhor não abusar!

domingo, 23 de outubro de 2011

Grande Trail da Serra d´Arga

Decorreram hoje de manhã, com partida de Dem, pontualmente à oitava badalada dos sinos da Igreja, às 8:00 e à nona badalada, às 9:00, respetivamente o Marathon Running (42 km) e o Trail Running (20 km). É tão simples haver pontualidade.......

Prova organizada pelo excelente Carlos Sá, certamente o nosso melhor corredor de ultras, 8º na Marathon des Sables e 5º no Tour do Mont-Blanc, realizados este ano. Além de grande corredor, também uma pessoa muito simpática.

Pelo Run 4 Fun o Luís Matos Ferreira e o Paulo Jorge, ambos experimentados corredores de ultras, o Renato Velez participou na Meia com um excelente tempo de 2:11 e eu mais a Luísa também na Meia, mas com 3:45 no final.

Prova muito difícil, que começou logo com uma subida de mais de 2 km, bastante empinada e sempre com chuva. No início da subida fiquei logo aflito dos gémeos, de tal modo, que fiz quase toda a subida a andar, devagar. A Luísa lá foi subindo bem. No cimo da subida, chuva, nevoeiro e muito vento. Quase que tínhamos que nos agarrar às pedras para não sermos "levantados" pelo vento. No topo, encontrámos um companheiro do Porto, o Hélder Castro que logo no seu 1º trail apanhou uma prova destas. Ele estava meio perdido e queria desistir, mas convencemo-lo a seguir connosco. Encontrámos a Luísa, que esperou por nós no 2º abastecimento e lá fomos.

Lá fomos, sempre com chuva e vento forte, passando por locais de grande beleza. Nomeadamente a zona do rio Âncora onde encontrámos um grupo a fazer "cannyoning", em grande divertimento. Aí éramos 4 que, seguimos juntos até ao final. A Luísa, eu o Hélder Castro e uma rapariga simpática, de Barrancos (no Alentejo), chamada Cristina que nos últimos 2 km já quase não conseguia correr.

Mas chegou o último fôlego e lá chegámos à meta, completamente encharcados, mas felizes, ao fim de 3:45 horas (boa parte a andar) onde nos esperava à chuva (está o guarda-chuva ao lado) para nos dar a medalha, a extraordinária e muito simpática Manuela Machado, bi-campeã europeia e campeã mundial da Maratona, para além de dois 7º lugares em Jogos Olímpicos. Na foto, connosco. Já tínhamos estado a falar com ela antes do início da prova. Uma verdadeira simpatia.

Infelizmente para os nossos companheiros da Maratona a prova deles acabou aos 22 km, pelo facto de as condições atmosféricas se terem agravado sensivelmente naquela zona onde iriam subir 500 m em altitude em 2.000 de distância. Era muito perigoso e a organização decidiu, por razões de segurança, acabar a prova. Para o ano haverá mais, dia 14 de Outubro, Marquem nas vossas agendas.....

Uma excelente organização com abastecimentos muito generosos, com água, coca-cola, marmelada, fruta à descrição, bolos muito bons, da Panrico, passe a publicidades, socorristas e um grande grupo de "voluntários", todos liderados pelo Carlos Sá, a quem damos os parabéns pela excelente organização. Pena que o S. Pedro não tenha ajudado. Para o ano pediremos ao Nuno Marques para previamente fazer o "contrato" ...ehehheheheh.

Uma prova difícil, muito bem organizada, que vale a pena fazer, numa zona lindíssima do nosso Alto Minho, perto de Caminha.

Mais fotos aqui

Runabraços

PS

1. Um obrigado ao Miguel Serradas Duarte pela foto com a Manuela Machado

2. Pela 1ª vez corri com um "buff", oferta da organização a todos os participantes (igual ao que o Luís tem, na foto acima) e posso dizer-vos que fiquei "cliente". Excelente proteção contra o frio, o vento e a chuva.

...mais um grande dia...mais uma grande corrida!




...mais uma grande corrida .... mais grande representação do nosso Run 4 Fun! Assim é um prazer correr...

Aqui vos deixo uma reportagem fotográfica



feita pelo meu filho Francisco após se ter oficialmente acreditado junto da organização da prova como reporter fotográfico!


Desejos de uma grande semana...bons treinos...e para a semana há mais!


Runabraços

PS: As nuvens e a chuva ficou a aguardar que a prova terminasse e que os nossos amigos regressassem a Algés!

Meia-Maratona de Amsterdam, os laranjas na terra dos laranjas.

Nada melhor do que atingir os objectivos num país onde a cor nacional é o laranja – é uma referência directa ao nome do principado de Orange (laranja), e conseguimos: Nuno Almeida na maratona e eu na meia-maratona, os laranjas do R4F.
                                Franco Wudich e Nuno Dias Almeida na feira em Sporthalen Zuid


A organização da prova foi um exemplo que deveria ser seguido pelas organizações das competições em Portugal. A cada ano temos notado que o número de participantes nas Meias-Maratonas tem aumentado substancialmente, o que não deixa de ser muito bom, mas para isto, há de se melhorar a organização para a largada. Em Amsterdam, já ao levantar o dorsal, notamos que estão todos organizados por numeração e cores e ao chegar a largada, os blocos são identificados pelas cores:
- Start section 1 (orange): startnumber 15.000 - 17.999
- Start section 2 Business Run (white): startnumber 18.000 - 19.499
- Start section 3 (blue): startnumber 19.500 - 22.499
- Start section 4 (yellow): startnumber 22.500 - 25.499
- Start section 5 (green): startnumber 25.500 - 28.999
- Start section 6 (pink): startnumber 29.000 - 32.499



Eu, minha esposa e meu amigo, a levantar os dorsais ( nº 19584 e 19585 )

Estes blocos são consoantes aos tempos em que os participantes pretendem cumprir durante a prova. O mais interessante é que vamos avançando conforme os primeiros blocos vão largando, e ao chegar a uns 50m do início da corrida, já se ouve os alto-falantes a anunciarem quanto tempo falta para o nosso bloco iniciar e a contagem regressiva. A vantagem deste tipo de largada para mim foi que consegui fazer um aquecimento prévio minutos antes da largada, com a orientação do meu sobrinho holandês, que é instrutor de corridas. Aprendi que não se deve fazer alongamentos antes das corridas. Fizemos 2 voltas numa rua ao pé da largada e depois alguns exercícios específicos de aquecimento.


O dia estava perfeito para correr, coisa rara em Amsterdam: em pleno outubro sol ( céu sem nuvens ) e temperatura em torno de 15 a 19 graus. Nos primeiros Km's ainda fizemos por zonas urbanas da cidade, e a primeira coisa que me chamou a atenção foi logo no início ver escrito no chão "Go Tio Nuno" , logo imaginei, quando tinha encontrado o Nuno Dias Almeida na feira, ele me disse que a irmã dele morava bem perto da largada e logo associei aquela mensagem a ele. São detalhes tão importantes durante uma prova, principalmente psicológico, este apoio da família. Este mesmo apoio que o NDA recebeu, eu tive com a participação do meu sobrinho, que logo no início estabeleceu um ritmo constante a corrida e fui acompanhando ele durante todo o percurso. Para ele, era apenas um treino, para mim o motivo pelo qual eu comecei a treinar este ano.


Tive o prazer de me acompanharem até Amsterdam, minha esposa, meu grande amigo Eduardo Souza, que foi a pessoa decisiva que me fez entrar neste mundo das corridas e minha amiga Katia. Meu amigo Eduardo foi quem me desafiou no início do ano a participar desta meia-maratona, mas infelizmente, durante a metade do ano ele teve problemas no joelho e foi a "faca", mas não deixou de me acompanhar em Amsterdam. Mesmo em recuperação, ele largou connosco e correu os 5 Km ao nosso lado, um exemplo de motivação e superação. Minha esposa e nossa amiga, percorreram as ruas de Amsterdam para fotografar-nos durante a corrida. No primeiro ponto, quando vi minha esposa, fui ao encontro dela para dar-lhe um beijo, consegui mas quando retornei a corrida, tropecei em umas das grades de separação e fui ao chão! Só ouvi o público exclamar: óooh..., mas consegui me recompor e continuar a corrida.
          Franco & Lars Wudich - 2º ponto de passagem ( fotografado pela minha amiga Katia e minha esposa )
                                      
Os pontos de abastecimentos estavam muito bem colocados e nunca senti falta como senti na Meia de Portugal no final da prova. A acrescentar que também era distribuído uma esponja com água para refrescarmos e limparmos o suor. O mais marcante para mim foi quando num determinado ponto da corrida, numa zona urbana, duas meninas tinham colocado uma mesinha a frente da casa delas e estavam a oferecer também água e esponjas! ao passar observei que uma delas ainda ia até a rua buscar a esponja que um corredor deitou fora no chão. 


Nos últimos 2 Km, pretendia aumentar o meu ritmo para conseguir um melhor tempo, mas acabei por reservar esta força final para quando entrasse no Estádio Olímpico, o ponto alto da corrida, com todo aquele público a aplaudir aos participantes, e quando lá entrei senti os pêlos dos braços arrepiarem-se ( pele de galinha como dizem cá ), foi realmente emocionante. Chegamos juntos na meta meu sobrinho e eu, com as mãos dadas e com a sensação de dever cumprido, família bem representada.
                             Lars Wudich, Franco Wudich e meu grande amigo Eduardo Souza


Neste sábado passado, fui a Serra de Sintra, desta vez a passear  e junto a peninha, desci do carro e agradeci aquela que me ajudou a conquistar este grande objectivo do ano: "a Serra de Sintra".


Gostaria também de agradecer ao João Fialho, Nuno Sentieiro e Nuno Almeida e a toda esta família dos Run4Fun em que hoje também faço parte, por terem me apoiado e incentivado. 




"Eu sou parte de uma equipe. Então, quando venço, não sou eu apenas quem vence. De certa forma, termino o trabalho de um grupo enorme de pessoas."
--Ayrton Senna



Danke jullie allemaal. 

sábado, 22 de outubro de 2011

Corrida do Tejo...ponto de encontro no término

Junto à cauda baleia azul de cutileiro na zona meta para a foto grupo.

Euforia do corredor: Mito ou Realidade

A emoção do corredor é descrita como um estado de intensa euforia. Algumas pessoas sentem apenas uma enorme alegria, outras por sua vez choram. Para muitos a euforia do corredor não passa de um mito. Correr pode realmente oferecer um sentimento de satisfação, mas o único sentimento que o atleta sente é o de alivio quando passa a meta.

Em 2008, uma equipa de investigadores alemães publicaram um artigo no jornal cerebral cortex, explicando que encontraram um método fiavel para medir as endofrinas antes e depois do exercicio. Durante a experiência, doze atletas fizeram uma ecografia para que o nivel de endorfinas fosse medido. Após a ecografia, os atletas correram durante duas horas e realizaram uma nova ecografia. Os resultados mostraram que "o nivel de endorfinas aumentou consideravelmente após a corrida.»

O mistério foi elucidado: A emoção do corredor não é um mito, mas sim uma realidade.

in asics.ptEuforia do corredor: Mito ou Realidade | Running | ASICS Portugal

Run 4 Fun, pelo prazer de correr

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Aproxima-se a data do nosso jantar anual...novidades em breve!

For those about to run, I salut you! Podia ser o refrão de uma letra dos AC/DC.... Mas é apenas para dizer que se aproxima a data para o nosso grande jantar anual, momento de catarse e de convívio! Novidades em breve!

Bilbao Night Marathon

É já no próximo Sábado. Vamos lá estar representados pelo Gonçalo Lopes que vai fazer a sua 1ª Maratona, a correr em "5 fingers".

Bilbao uma cidade bonita, com o Guggenheim iluminado, ao lado do rio Nérvion. Uma Maratona Noturna que deverá ser uma experiência inolvidável.

Tens que nos contar depois, como foi, Gonçalo, incluindo o teu plano de treinos para a Maratona.

Boa sorte e vai com calma para acabares confortável, que na 1ª Maratona, faz-se sempre o melhor tempo!!! (o M. de la Palisse não diria melhor....ehehehe)

Runabraços

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Trail da Serra d´Arga

No Domingo, lá estaremos eu mais a Luísa para o Trail Running de 20 km. A Marathon Running de 42 km e 5 km de subida acumulada é para o Luís Matos Ferreira e outros atletas de nível superior. :)

Estou curioso em conhecer aquela subida de 500 m de altitude, em 2 km, que o Carlos Sá, no trailer de apresentação, quase conseguiu subir, sempre a correr. Deve-se fazer muito bem (eheheheh.....) , mais ainda se estiver a chover, pois dizem que o Verão está a acabar....logo agora

Boa corrida do Tejo e bons treinos para os futuros Maratonistas....

Runabraços

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Programas para este fim de semana



Programas para o próximo fim de semana. Qual é o teu Programa?

6ª feira, 21 Outubro:
- 19:30 Treino Nike para Corrida do Tejo (Praia da Torre, Oeiras)

Domingo, 23 Outubro:
- 8:00 Grande Trail Serra D'Arga (42 km, 21 km e 15 km; Dem, Caminha)
- 10:00 Corrida do Tejo (10 km; Algés, Lisboa)
- 10:00 Trilhos do Douro (20 km; São João da Pesqueira)

- Bilbao Night Marathon (Espanha)

Will you join us?
RunAbraços.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Maratona Amesterdão 2011, uma prova a repetir!

No passado domingo decorreu a 36ª Maratona de Amesterdão, num soalheiro domingo com temperatura perfeita para correr 15º e uma Runástica atmosfera popular para além claro do memorável percurso.

A organização surpreendeu ao enviar por correio (3 semanas antes) um subscrito com toda a informação necessária (mapas, vouchers de descontos em transportes públicos e indicações preciosas que habitualmente demoraríamos horas a perceber) para além dos emails enviados
semanalmente com check-lists do que não esquecer para a viagem e para o grande dia.

Para esta prova estávamos inscritos nas provas de Meia Maratona e Maratona, um grande e promissor atleta que certamente quase todos conhecem o Franco Wudich e eu respectivamente. Cada um pela segunda vez nas respectivas distâncias e claro que nos encontramos no pavilhão da Exposição Maratona.

O Grande Franco Wudich conclui-o com distinção a sua segunda Meia Maratona 22 dias depois, da primeira em Lisboa na Vasco da Gama, com o brilhante tempo de 1:54:39, se estiver certo menos 10’’15’ relativamente á sua estreia… Fantástico e promissor Atleta!
A minha Maratona começou no mítico Estádio Olímpico com mais de 80 anos, com os corredores seccionados por tempos, e embora tenha passado a partida com +4 minutos do arranque sai sem grandes atrasos e ao 1,3Km já corria á vontade, numa prova em que concluíram 9625 Atletas.
O percurso é totalmente plano e começa na zona urbana Sul, seguido por uma zona verde de 15km de canais e moinhos, voltando á parte urbana pela zona este da cidade e terminando no fantástico Estádio.
Aos dez kms recebi um forte incentivo familiar que me deu mais fôlego para concluir a prova e tentar a superação e com este apoio, não dá para não corresponder

Tomei a decisão de não tomar ritmos desejáveis, mas abordar a corrida com a estratégia previamente definida de 5’’/Km, embora tenha tido por vezes muita vontade de acelerar, mantive os sábios conselhos da véspera do João Ralha e do José Carlos Melo, contendo-me no meu ímpeto inicial, tendo sido muito regular (aos que seguem o My Asics, este plano ensina mesmo a correr ao ritmo pretendido!).
Aguentei-me até aos 37k, altura em que perdi o balão das 3h30m, na parte final muito esforçadamente tentei o tal negative-split que tanto treinei até aos 30k, só foi possível nos últimos 100m no Estádio, dado que os últimos 7kms desfizeram a média que se pretendia de 4’’59’.
Resultado final: Tempo Oficial 3:34:46; Dorsal 4893; Posição 2845/9631; Categoria 515, média 5’’01’
Em relação á primeira Maratona em Madrid e passados 176 dias, menos 4 Kg, retirei 32m08s. Para o ano estou lá, de certeza fica o desafio…

No final, a titulo de presente de aniversário a minha irmã ofereceu um a massagem de 75 minutos, com a melhor expertize de massagens, numa afamada cadeia holandesa: ‘Doctor feel good’. Cheguei atrasado á sessão, apenas 20 minutos após o término da prova (imaginam como estava) o mais engraçado foi que me calhou uma Russa de seu nome Galina e que se dirigiu a mim em Inglês… quando deitado na marquesa confessou-me que só falava Russo,
Holandês e Grego e eu Inglês, dá para imaginar 75 minutos. A criatura não começou bem pois ‘sacou-me’ a primeira cãibra do dia, no entanto, confesso que adormeci no final da sessão e que fez toda a diferença no regresso a casa nessa noite.

Queria deixar aqui uma referência a um post muito interessante escrito pelo António Cruz, que muito esclareceu acerca de ritmos e intensidades de treino e que vale a pena ler e voltar a ler.
Não esquecendo o grande exemplo o Luís Matos Ferreira , que cada vez que corre faz e escreve história, tanto no blog como na nossa inspiração com gigantes resultados de superação e humildade imbatíveis.

A decisão de correr a primeira completa, foi tomada após a apresentação do Nosso ilustre atleta António Pedro Mata, num jantar realizado em Novembro 2010 e textualmente citando-o…’
Se eu consegui qualquer um de Vós consegue!’ (temos de fazer outro, fica a sugestão!)
Desde então tenho tentado convencer Atletas muito melhores do que eu a arriscar, atreverem-se, superarem-se… parece que já são uns quantos a 4 de Dezembro… e se este texto contribuiu com qualquer coisa para a Vossa decisão já valeu a pena!

Queria só deixar um agradecimento á minha esposa e filhos, que me apoiam e aturam desde que tenho este maldito vírus laranja R4F e que só este ano me pôs a correr 1640Kms durante 6 dias completos… claro não posso deixar de agradecer aos restantes infectados… e que alguns bem piores do que eu, não param de me apoiar enviando emails, sms, likes, ect…
As melhoras para todos e até Domingo, se entretanto não nos passar.
RunAbraços,
NDA

Corrida do Sporting - Fotografias

Depois de resolvidos alguns problemas técnicos, aqui estão as fotografias da Corrida do Sporting tiradas pelo meu sportinguista preferido - o meu filho, claro!
Runabraços
(https://picasaweb.google.com/101042459490149406099/CorridaDoSportingOut2011?authuser=0&authkey=Gv1sRgCMaolr689sKfgwE&feat=directlink)

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Corrida do Sporting - Vídeo


video
Reportagem completa do Sporting aqui









Run 4 Fun, pelo prazer de correr

Corrida do Tejo - 2011



A Corrida do Tejo 2011 é já este fim de semana! Com partida de Algés e chegada à Praia de Torre, em Oeiras, cerca de 10.000 pessoas vão participar nesta corrida junto à Marginal.



Como nesta corrida não é possivel associar a inscrição ao nosso clube, quem é que vai participar?

Já agora, uma sugestão: o ano passado começámos na Expo antes das 8 e fomos até à partida. Fizemos depois a corrida, num total de 29 km. Já tinha feito várias vezes a Corrida do Tejo e não é que depois do aquecimento de 19 km, fiz o meu PBT!!!! Algumas fotos para recordar (João Ralha)

domingo, 16 de outubro de 2011

III Trilhos de Casainhos


Vai realizar-se no próximo dia 13 de Novembro, pelas 10:45, esta prova na qual o Run 4 Fun tem um histórico. No ano passado, ficámos em 1º lugar, por equipas. É uma corrida de montanha em Casainhos, uma aldeia que fica perto de Loures.

O ano passado tivemos direito a almoço que se transformou num convívio muito engraçado.

A prova é algo difícil, tipo sobe e desce mas faz-se sem grandes problemas. Mais informações e inscrições, aqui.

Runabraços

PS

Estamos numa onda verde. Trata-se de uma filial do SCP

Corrida do Sporting - Para a História


Corrida do Sporting - Resultados


Todas as classificações aqui.

Corrida do Sporting


sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Corrida do Sporting - Dorsais - Parte II


Já tenho todos os dorsais/chip/t-shirt que estão associados ao clube.


  • Ana Isabel Almeida
  • Antonio M A Cruz
  • António Serafim Desidério
  • Francisco Sanches-osório
  • Gerardo Atienza
  • Jorge Duarte Pinheiro
  • Jorge Paulo
  • José Carlos Melo
  • José Magalhães
  • Orlando Ferreira
  • Paulo Cabral da Silva
  • Pedro Mendes
  • Rita Decq Mota
  • Teodoro Trindade
  • Tiago Ribeiro


Os que se não aparecem na listagem, estão inscritos, a titulo individual. Têm que ir ao hall vip do estádio e levantar o dorsal amanhã, sem falta. No Domingo não são entregues dorsais.

A prova dos 10 km começa às 10H30. Ponto de encontro, 10H00 junto à porta principal de acesso ao Alvalaxia XXI (para quem vem de metro, saída para o estádio, topo da escadaria, onde está escrito Estr. de Telheiras).

Até Domingo


quinta-feira, 13 de outubro de 2011

AXTrail series 2011

AXTrail series 2011 - Circuito de trail running nas Aldeias do Xisto



#04 Serie - K42 Portugal (08/10/2011)




No passado sábado realizou-se mais uma jornada da 4ª edição do AXtrail series. Trata-se de um circuito de trail running, composto por 4 etapas, que se desenrolam nos cenários idílicos das Aldeias do Xisto, na Beira Litoral. Já tinha participado na 1ª série, que teve lugar em Ferraria de S. João, e como gostei da experiência resolvi participar também na 4ª etapa, na Serra da Lousã, na mítica distância de 42 km.

Uma das mais valias do trail running é que nos proporciona o usufruto de uma experiência integrada na dupla vertente desportiva e turística. Assim, reservei com antecedência uma estadia de fim-de-semana, para toda a família, numa casa de xisto da bem preservada aldeia do Talasnal, a apenas alguns quilómetros da Lousã.

Como chegámos na 6ª feira à noite, após uma viagem de 235 km, já não tivemos a oportunidade de assistir ao briefing. Portanto, no sábado de manhã acordámos cedo e dirigimo-nos para o ponto de partida da prova. Após o controle dos dorsais e das últimas indicações dadas pela organização, partimos animados pela alegria pura de correr e pela antecipação das paisagens que nos esperavam.

Parte do grupo arrancou com tanto vigor que mais parecia que se preparavam para correr uma prova de 10 km em lugar de um K42. Raciocinei que isso provavelmente se devia ao facto de as partidas do K42 e do K21 se terem dado em simultâneo e portanto não me deixei intimidar e decidi fazer antes a corrida ao meu ritmo. 

Durante boa parte da prova beneficiei da agradável companhia do Luís Ricardo e do Emanuel Oliveira, o que muito me ajudou nas etapas iniciais. Até ao 1º abastecimento em Candal o percurso foi relativamente simples, sem grandes penas. A partir daí é que teve início a grande escalada, que nos levou até ao ponto mais alto da serra, a 1204 m de altitude. Nesta subida começou-se a sentir o acentuado desnível anunciado pela organização, que totalizaria 3500 m positivos. Fui seguindo o Emanuel o melhor que podia e conseguia. 

Chegados ao topo, tivemos que iniciar a primeira descida. Se as subidas eram arrasadoras, as descidas não o eram menos, por nos levarem por trilhos extremamente técnicos e difíceis. O calor fora de época que se fez sentir contribuiu também para aumentar o grau de dificuldade de uma prova já de si exigente. Felizmente, os abastecimentos estavam bem providos e fartei-me de beber coca-cola para suprir as reservas de hidratos de carbono e cafeína. O percurso estava bem assinalado e a organização foi impecável.

No fim, a minha estratégia de me poupar durante a primeira metade da prova revelou-se acertada pois fiz a segunda metade ainda munido com reservas de energia e fui paulatinamente ultrapassando vários companheiros de trail, o que me permitiu acabar muito acima das minhas melhores expectativas, num inesperado 14º lugar da geral e 3º do meu escalão (Veteranos 1). Ao fim de 6h26m cruzei a meta, sendo recebido calorosamente pelo Grão-Mestre Moutinho. O vencedor, em 4h35m, foi o espanhol Tòfol Castañer, da Salomon Team e campeão do mundo de Skyrunning.


Pela primeira vez tive a grande alegria de subir a um pódio, logo na companhia de dois atletas muito melhores do que eu, o Pedro Marques e o Francisco Gaio. A maior satisfação retira-se da participação nestes eventos na natureza, na companhia de pessoas que estimamos e admiramos, mas não seria honesto negar que a subida ao pódio, mesmo no lugar mais baixo, tem um gostinho especial.


A família também se divertiu na caminhada que os levou da Lousã até ao Talasnal. Na meta, lá estavam à minha espera, uma fonte constante de ânimo e alegria. Uma vantagem deste trail ter tido lugar num sábado é que depois ainda nos sobrou o resto do dia e o dia seguinte para explorarmos as redondezas, o que aproveitámos para conhecer a serra, com muito gosto e prazer.

Corrida do Sporting - Dorsais


Amanhã posso ir levantar os dorsais do clube. Acho que eles vão logo dar a t-shirt da corrida. Por isso aqui vai o meu mail (jmmagalhaes67@gmail.com), para informarem do tamanho da t-shirt.

Bons treinos e boas provas

Runabraço

Corrida de São João/ACCL

No dia 30 de Outubro de 2011, às 9h30, na Praça Paiva Couceiro, vai ter lugar a Corrida de São João/ACCL.
As inscrições são gratuitas e são efetuadas na Sede da Freguesia de São João ou através do e-mail corrida-sao-joao-accl@hotmail.com.
A data limite da inscrição é até às 16 horas do dia 27 de Outubro.
A prova principal tem 7km, mas existem mais duas, de 2km e de 800m (esta última para infantis e benjamins).
Mais informações aqui

Se não for aos 20 Kms de Almeirim, penso que vou integrar esta prova num treino maior (partir da Expo, fazer a prova e voltar de modo a completar os 30km do meu plano de treinos).

Runabraços
Miguel Dias

Programas para este fim de semana


Programas possíveis no próximo fim de semana:
15 e 16 de Outubro.

Qual é o teu Programa?

Sábado:
- 10:00 Treino Nike para Corrida do Tejo
(Estádio Nacional)

Domingo:
- 08:30 Red Cross Trail (31 km e 10 km; Maiorca, Figueira da Foz)
- 09:30 Corrida Solidária Internacional (10km e 4 km; Cascais)
- 10:30 Corrida do Sporting (10 km; Lisboa)

- e Maratona de Amsterdão.

Will you join us?

RunAbraços.

Duas Meias Maratonas

Estão à porta duas provas tradicionais no nosso calendário de provas de atletismo.

A 30 de Outubro, realiza-se os 20 km de Almeirim que este ano, como recebe a Taça dos Campeões Europeus de Estrada, passa a meia maratona. As inscrições a preço intermédio terminam a 17 de Outubro.





A 13 de Novembro, realiza-se a meia maratona mais antiga do país. A Meia Maratona da Nazaré.












Já estou inscrito nas duas provas. Quem se junta ?

Até à Maratona de Lisboa, não me vou inscrever em mais nenhuma prova, vou seguir o plano de treino (semana e fim de semana).

Boas provas e bons treinos.
Runabraço

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Maratona de Munique 2011


Concluí ontem a minha sétima maratona e a Sandra a sua primeira meia maratona, respectivamente em 03:30:33 e 02:12:34 .

Numa manhã muito fria com cerca de 4º graus às 9 horas, céu cinzento, quase a começar a chover como foi habitual na nossa estadia, concluiu-se a 26ª maratona e a meia maratona de Munique.

Evento muito bem organizado, desde a inscrição à informação fornecida via e-mail uma semana antes, o levantamento dos dorsais, a própria feira no Arena-Olympia Park , com cerca de 8000 participantes na maratona e 10000 na meia e estafetas.

Inicio às 10 horas, em locais diferentes, a maratona começou perto do Olympia Park e a meia no centro da cidade. A maratona percorre uma zona florestal e residencial, lindíssima que se chama Passau , entra na cidade e segue o mesmo percurso da meia maratona, ambas terminam no estádio olímpico onde foram os jogos olímpicos de 1972.
Abastecimento não faltou , águas ; bebidas isotónicas; géis; bananas, ..........muitas pessoas nas ruas proporcionavam um ambiente Runtástico, no final havia frutas e cerveja “Erdinger” sem álcool, um saquinho para nos taparmos do frio, só faltou alguns membros do R4F para a habitual fotografia de grupo com aquela animação e boa disposição que estamos habituados.

A Sandra não se queixa de nenhumas dores nas pernas nem nas costas, está óptima, diz que lhe correu muito bem, gostou bastante e já começa a pensar na próxima...???
Eu estou todo partido, mas repito, todo partido, dói-me as pernas de cima a baixo......como a minha mulher diz “ Estás velho”. Ontem nem consegui publicar nada no blog.

Agora é altura de recuperar e começar a pensar na próxima.

Maratona do Algarve


Neste fim de semana rumei a Sul para participar na 2ª Maratona do Algarve.
Tendo participado na 1ª edição em 2010 com um numero de significativo de participantes Run 4 Fun (na Maratona e na Meia).
Nesta 2ª edição da Maratona do Algarve voltei e confirmei a opinião que retive em 2010. Esta Maratona, uma das 3 que se realizam actualmente em Portugal Continental (Algarve, Porto e Lisboa) é a menos agradável de todas.

Efectua 2 voltas a um circuito de 21 km, realizando-se em paralelo Meia-Maratona (apenas 1 volta) e ainda uma Maratona por estafetas, com 2 pessoas em que cada um faz uma Meia-Maratona.
Cerca de 1/4 do percurso é na zona urbana de Faro, onde há algum (pouco) público. A maior parte do percurso (3/4 do percurso) é efectuada nos arredores de Faro, numa paisagem que me parece monótona e pouco apelativa e com pouquíssimo publico.
Com poucos participantes (cerca de 100 na Maratona), após os primeiros Kms, corre-se cada vez mais disperso, originando que se corra isolado na maior parte do percurso, ou em alternativa o corredor opte por acompanhar outro de ritmo equivalente, apenas para não correr sózinho.
Os 42 km num cenário destes, além da tradicional prova de resistência física, torna-se também numa prova de resistência psicológica, buscando ânimo para continuar.
Isto também se verifica em muitas provas de trail de longas distâncias em zonas isoladas.
Foi com uma perspectiva de prova de resistência física e psicológica que voltei de novo a Faro.
Como neste Outubro continuamos com um clima de Verão, adicionou-se também a resistência térmica. Apesar de soprar algum vento, com o decorrer do tempo a temperatura atingiu valores nada habituais nesta época.
Resta-me referir, pelos testemunhos de vários participantes, nos abastecimentos a água não deu para os que ficaram para trás.

E pronto, tal como os restantes "finishers", concluí a prova. O importante é chegar.
No fim, tive direito a uma massagem recuperadora muito agradável e a uma t-shirt adicional de finisher.
Correu-me bem, tive a companhia da Analisse Silva e de outros companheiros de corridas. E regressei pronto para a prova do dia a dia.

RunAbraços.

domingo, 9 de outubro de 2011

Meia Maratona Ribeirinha (Moita)


Neste fim de semana, eu e o Jorge Esteves decidimos participar na 14ª edição da Meia Maratona Ribeirinha que decorreu na Moita.

A Moita é uma simpática vila na margem esquerda do Tejo, a escassos 30 km de Lisboa, onde eu nunca tinha estado. E vale a pena ser visitada pois possui bons acessos, uma aprazivel zona ribeirinha, um interessante ordenamento urbanistico, e seguramente outras características (nomeadamente gastronómicas) que não tive oportunidade de apreciar.

O que apreciei, e de que maneira, foi a prova. Esta, em termos organizativos é das melhores em que já participei. Amplo estacionamento, profusão de placas informativas (levantamento de dorsais, zonas para “aquecimento”, apoio a atletas, etc.), partida à hora marcada (dada pela nossa querida Rosa Mota), totalidade do percurso muito bem protegido (sem trânsito e com GNR e/ou colaboradores identificados em todos os cruzamentos), significativo apoio popular, etc.

O percurso é essencialmente plano, com um ganho de elevação de somente 88 m (Garmin Connect), o qual em condições atmosféricas favoráveis é excelente para tentar superar PBT’s. Este ano terminaram a prova 653 participantes, muito acima dos 522 do ano passado, o que parece indicar a boa aceitação da prova. No final um simpático saco de ofertas (medalha, diploma, t-shirt e água), e também a convicção de que voltarei no próximo ano.

Depois de terminada a prova fizemos mais uma corridinha “para descontrair” ( o Jorge tem destas coisas), e fomos (re)hidratar à sombra, numa esplanada no largo da Câmara, junto ao pórtico de chegada da prova. Aí estivemos longo tempo em agradável conversa com o companheiro Joaquim Adelino (blog: “Pára que Não Pára”), com o qual partilhamos parte do percurso dos Trilhos do Alqueva, no fim de semana passado.

Como da Moita só vi voar os deliciosos pasteis de nata e as científicas bifanas, aqui deixo o meu brinde, com votos para que na próxima também eu possa ser brindado com essas iguarias.


RunAbraços

Corrida do Aeroporto + Treino


Mais uma corrida engraçada com grande participação Run 4 Fun. O percurso mudou, desta vez até passámos sobre um pequeno lago bonito, algures na "Alta de Lisboa". Também passámos na na pista Moniz Pereira e na quinta das Conchas, com um sobe e desce, algo selectivo.

Alguns de nós, dez no total, aproveitámos para fazer um treino mais longo iniciado nos Olivais Velhos, com continuidade na corrida e finalização no local de partida. Deste grupo, sete irão fazer a sua 1ª Maratona, ainda este ano: António Serafim, Gonçalo Lopes, Jorge Paulo, José Magalhães, Nuno Marques, Rui Ralha e Tiago Ribeiro. Força, bons treinos e que façam a vossa 1ª maratona de maneira confortável.

Realce para o Gonçalo Lopes, o rapaz da camisa branca, o 3º na 2ª fila, a contar da esquerda, que pela primeira vez correu com o Run 4 Fun. Ele vai fazer a sua 1ª Maratona, este mês em Bilbau, e aproveitou para fazer o seu 1º treino connosco. Ele é rápido, fez 41 min. nos 9 km da prova e correu com uns "5 fingers" que estão a ganhar posição como uma boa alternativa ao calçado tradicional de corrida. Bem vindo ao clube, Gonçalo.

Encontrámos na corrida o João Veiga que também irá fazer parte da nossa equipa e que estava em grande esforço, cerca dos 5 km. Força, João e bem vindo ao clube.

No final da corrida deram-nos, um saco com água e uma barra, nada que se pareça com a corrida da Faculdade de Ciências. No final do treino, estava preparada uma surpresa. Um pequeno "aperitivo" para o almoço, com águas, bananas, tangerinas, bolos secos e pastéis de nata. É verdade, pastéis de nata e estavam muito bons. Cortesia do Rui Ralha e da Rosário e também da Eduarda que apesar de (ainda...) não correr, é uma amiga do nosso clube.

Estes treinos estão cada vez melhores e são para repetir....eehehheeh.....principalmente, a parte final.......

Runabraços

PS

Obrigado António Mata e Nuno Marques, pelas fotos

Corrida da Ciência


Realizou-se hoje, dia 9 de Outubro, em Lisboa, a Corrida da Ciência, destinada a assinalar os 100 anos da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

A partida, do edíficio antigo da Faculdade, na Rua da Escola Politécnica, ocorreu às 10h30.

Cantou-se, "tunou-se", marchou-se e até se correu...

Momentos antes da partida, dois participantes: Jorge (com camisola Run 4 Fun) e Tomás Duarte Pinheiro (com uma das camisolas oficiais da corrida - a outra tinha fundo branco e letras azuis).

No final, cerca de 7 km depois, no edíficio actual da Faculdade de Ciências, sito no Campo Grande, houve água, cerveja e bifanas.

A organização contou mais de 1200 inscritos e admite que esta prova venha a ser o embrião de outra a realizar-se no próximo ano - a Corrida da Universidade de Lisboa