quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Amesterdão 2011, uma Maratona bem organizada !




Recebi ontem um envelope no correio, oriundo de Amesterdão com um voucher de descontos dos transportes públicos, um mapa da cidade com o percurso e uma carta com o nr do dorsal que me foi atribuído.
Estou a menos de 3 semanas da minha 2ª Maratona.

Comecei a correr/treinar mais a sério em Dezembro de 2010 e após conhecer os R4F através do Miguel Dias.
Fomos ao jantar anual e na apresentação da 1ª participação na Maratona de Berlim pelo António Mata, decidi que era a minha vez.

Comecei a treinar mais, comprei o livro 'Nascidos para correr' e o resto foi muita convicção.
Nessa data, consultei o calendário e a primeira Maratona que me dava algum conforto para tentar acabar era a de Madrid, a 17 de Abril.
Inscrevi-me! Sozinho, num acto de fé/loucura.
Agora tinha dito a todos e não havia retorno!

Sem nenhuma experiência e ouvindo alguns conselhos dos mais experientes, comecei o plano de treinos e a principal preocupação era de correr entre 50K a 60K semana e fazer alguns longões para testar fisicamente a resistência.

Treinei muito e mal!

Jan  153Km, Total 14h02m; Treino Méd 15.7K: Tempo Méd 1h24m; Ritmo 5'24''; 10 Treinos
Fev 131Km, Total 12h13m; Treino Méd 14.5K: Tempo Méd 1h21m; Ritmo 5'27'';   9 Treinos
Mar 253Km, Total 22h53m; Treino Méd 19.5K: Tempo Méd 1h45m; Ritmo 5'21''; 13 Treinos
Abr  156Km, Total 14h06m; Treino Méd 15.6K: Tempo Méd 1h24m; Ritmo 5'19''; 10 Treinos

Nas semanas em que tinha mais disponibilidade fazia 4 treinos de 15K, outras havia que por falta de disponibilidade, alternadamente treinava 3 vezes 20k, dia sim, dia não.
Por vezes saía às 22h para correr 2h, depois de um cansativo dia de trabalho com filhos pequenos, tarefas domésticas, etc. ..
Á ultima da hora arranjei a companhia de 2 amigos que me deram força e alguns conselhos na abordagem á prova
Na prova, correu tudo mal, cansei-me demasiado antes da prova, fiz turismo o dia anterior com uma criança às cavalitas, dormi pessimamente mal e quase nem fechei os olhos nessa noite, com a ansiedade do evento.
Tive caimbrias, os ténis eram relativamente recentes, estava muito calor e os últimos 7K eram a subir...
O Objectivo seria acabar abaixo das 4h. Arranquei muito bem, até aos 31,5K com 2h50m estoirei, as energias foram-se e só consegui continuar num ritmo de Marcha e Corrida nos derradeiros e quentes 10,5K que demorei cerca de 1h 15m.
A 800m da meta, senti caimbrias nas 2 pernas que me mandaram para o chão e pedi ao publico para me esticar porque a meta estava já ali.
Em plena meta comovido claro, pelo esforço e percurso decorrido e apesar do resultado, acabara a minha primeira...

Consegui!

Tempo Oficial Final 04:09:16, Lugar 5672/7974, Média de 5'50''

Apesar de tudo foi com orgulho que mandei gravar o registo na minha medalha!


Foi uma sensação do outro mundo, as ruas tão cheias de Espanhóis a gritar por Nós que por vezes tínhamos de nos apertar e quase 8000 Maratonistas.

Como diz um atleta neste video (http://www.youtube.com/watch?v=LOe5JmWWvvs) que me deu muita motivação,
-No dia em que acabas uma Maratona é o dia em que começas a preparar a seguinte!
E assim foi... Amesterdão 182 dias depois.

Desta vez decidi seguir um plano treino diferente e estou com esperanças em ser um melhor Maratonista e me Superar novamente.
Irei novamente sozinho com a Nossa camisola laranja, mas desta vez irá outro laranja que participará na Meia Maratona, o promissor e recém-chegado Franco Wudich, sua 2ª prova na distância.
Depois acabarei o Ano com a minha estreia em Lisboa e desejo que a de muitos mais de Nós.
Espero que desta vez possa atravessar a meta com os meus filhos e na presença da minha esposa, que foram os que neste ultimo ano tornaram possível este sonho. Sem Eles nada disto teria acontecido!
Especial agradecimento ao Miguel Dias (companheiro de muitos treinos) e todos os restantes R4F que me incentivaram durante treinos e provas.

Ainda citando o filme:
A Maratona é uma prova de resistência, força e inteligência.
Solidariedade e espírito de sacrifício
A mensagem que Vos queria deixar é:

Atrevam-se, Atirem-se, Superem-se!

Estamos a escassos dias do aumento do preço da inscrição e gostava de ver muitos de Vós inscritos, porque sei que estão muito melhor preparados que eu, quando o fiz.

Se eu consegui, qualquer um de Vós o fará e a recompensa é Enorme!

RunAbraços,

NDA

15 comentários:

Miguel Dias disse...

Pois é verdade. Eu e o Nuno começámos a correr mais ou menos na mesma altura mas foi até eu ter encontrado os Run 4 Fun e ter também trazido o Nuno para o grupo que começámos a treinar mais à séria.

Se não fosse o Nuno não estaria agora a treinar para a minha primeira maratona.

Se não fosse o Nuno não sairia de casa à noite no inverno (muitas vezes depois das 22h) para treinar durante a semana.

Agora já vais embalado e qualquer dias já andas a correr ao lado do Luis Matos Ferreira (partindo do principio que ele não correrá mais depressa ainda) :)

Força Nuno

Runabraços

Nuno Sentieiro Marques disse...

Fantástico relato Nuno...a todos Os niveis.
Obrigado pela partilha e incentivo que nos dá a nos, aspirantes a mmaratonistas.

Vou mmesmo ter que me lançar ao desafiio da maratona e estes relatos têm sido de uma grande mmotivaçāo.

Relativamente à organização, já o João Fialho quando esteve em Viena, relatou maravilhas.

Estou conviicto que te vais superar e conseguir um grande resultado....a evolução tem sido muito notoria.

Boa viagem e boa sorte para a prova...já agora boa sorte também para o Franco na meia.

Runabraços

Francisco Sanches Osório disse...

Grande Nuno...

...a inspiração, a motivação, a vontade de ir mais longe e de nos superarmos associadas a um treino exigente, disciplinado são bons ingredientes para um excelente resultado. Tenho a certeza que tens tudo isso e muito mais para dar...obrigado pelas tuas palavras que são sem dúvida dão vontade de me aventurar para uma maratona em breve!

Conta com o meu apoio à distância

Forte abraço e ficamos a aguardar a tua reportagem ;)

Miguel San-Payo disse...

Tenho a certeza que vai correr bem e te vais tornar num MARATONISTA (aqueles que já terminaram mais que uma maratona).
Boa sorte.

Manuel Romano disse...

Um excelente e motivador relato, parabéns Nuno. A tua evolução, devido ao teu empenho, é extraordinária. Vais conseguir realizar uma grande prova, não tenho dúvidas. Um grande abraço e boa sorte.

José Magalhães disse...

Nuno
Boa sorte para Amesterdão. Que vás com calma, para que a "barreira dos 32 km" seja apenas a força necessária para acabares com estilo.
Em Lisboa, vais ter a minha companhia (na inscrição). Porque com o teu andamento, nem numa maratona, consigo acompanhar-te.
Fiz o que aconselhaste. Fui ao site do my asics e fiz um palno para a maratona. Vamos ver como corre. Vou começar amanha às 6H30.
Mais uma vez força, que vais conseguir e com um grande tempo.

João Ralha disse...

Excelente e inspirador relato.

Para fazer uma Maratona é preciso persistência, espírito de sacrifico e um bom plano de treinos, bem preparado e melhor cumprido.

Essa é parte mais difícil. São muitas horas a correr, a mais das vezes, sozinho. A Maratona é muito mais rápida e depois de acabada, já não "custa nada".

Nuno, estou convencido que com a tua qualidade atlética, forte personalidade e a experiência adquirida em Madrid, vais fazer uma grande prova.

Força e vê se consegues fazer um relato tão bom como este.

Runabraços

PS

E votos de excelente meia para o Franco. Mesmo em Amesterdão talvez não valha a pena levar muita roupa. Ao fim de alguns minutos, já estamos aquecidos....

Jorge Duarte Pinheiro disse...

Faço votos de que tenham uma Alta Prova nos Países Baixos, Nuno e Franco.
Runabraços

António Pedro Mata disse...

Já me tinhas contado numa outra altura, e agora partilhas com os outros através deste blogue, que a minha apresentação da maratona de Berlim te tinha convencido a te iniciares nas maratonas. Fiquei, naturalmente, satisfeito com isso.

A tua descrição da tua participação na maratona de Madrid está em perfeita sintonia com as sensações que muitos de nós sentimos (tinha inicialmente escrito "todos sentimos") quando participamos em Maratonas. Se fores ler os relatos que fiz das minhas participações em Lisboa e em Berlim, vez muitos pontos coincidentes. Até a descrição das câimbras (na m/ de Lisboa) é quase igual:

Estive deitado no chão, á entrada do Estádio 1º de Maio (a 400 metros da Meta) durante quase dez minutos com duas câimbras que não acabavam. Fui ajudado pelo Paulo Marcos e por dois desconhecidos (a quem julgo nem ter agradecido) que conseguiram colocar-me em pé para que seguisse caminho, a andar claro está, e terminasse os poucos metros que restavam.

Um abraço e boa prova

António Pedro

Teodoro Trindade disse...

Muito obrigado Nuno.
É um excelente testemunho, carregado de emoção e também muito motivador.
Desejo que desfrutes a prova (antes, durante e depois), e depois nos contes tudo.

Desejo-vos (Nuno e Franco) boas viagem e corrida.

RunAbraços

Jorge Paulo disse...

Obrigado pelo teu relato, de facto muito motivante, vou tentar aproveitar as tuas dikas e as de outros companheiros para me lançar na minha primeira maratona em Dezembro, pelo menos já me inscrevi-me na maratona de Lisboa. Agora é só treinar, treinar, treinar.

Desejo-te boa viagem e uma boa prova, assim como ao nosso amigo Franco.

RunAbraços

Tiago Ribeiro disse...

Tens toda a razão neste teu testemunho. Temos de ter força para ultrapassar tudo e todos, posso dizer que tu me pegaste o "bichinho" da corrida, junto deste grupo fantástico RUN 4 FUN. Com todo o teu apoio em 5 meses fiz a minha 1ª Meia Maratona, e digo com muito orgulho que tu foste o impulsinador principal para eu conseguir este objectivo em 5 meses, alguns treinos juntos, por vezes com muito esforço teu em ires treinar comigo após uma meia -maratona, por exemplo. Isso não esqueço, como tens sempre disponibilidade para ajudar em tudo. Nuno irás conseguir tudo, porque a tua vontade é imensa, talvez um dia destes possamos passar a meta de uma Maratona juntos lado a lado, com esta magnifica camisola Laranja dos Run 4 Fun e sorrir para aqueles de quem mais gostamos.
São magnificas todas estas tuas palavras. Desejo-te uma excelente maratona, e vais chegar lá , porque és "uma máquina". Abraço deste teu primo e a todos os parceiros do RUN 4 FUN.

João Ralha disse...

É verdade que todos somos capazes de fazer muito mais do que alguma vez pensávamos ser possível.

Com esforço, persistência, algum sofrimento, mas conseguiremos atingir o que nos propomos, se tivermos a vontade de o fazer.

Como dizia o Michael Jordan (cortesia António Cruz): "I can accept failure. Everyone fails at something. But I can't accept not trying", ou seja,

"Posso aceitar o falhanço. Todos falhamos em alguma coisa. O que não posso aceitar, é não tentar".

Isto aplica-se a Maratonistas, Meia-Maratonistas, corredores do pelotão e a todas as pessoas que traçam objetivos para conseguir algo que nunca fizeram antes.

Runabraços

Franco Wudich disse...

Amigos e por que já não dizer irmãos? A cada relato que leio, mais emocionado eu fico e mais vontade de treinar eu tenho. Nuno, foi em Sintra, quando corremos juntos a primeira vez que descobrimos que estaremos juntos a representar este "funtástico" grupo nas terras baixas. Para mim, será uma corrida especial, pois uma parte da minha família é holandesa e lá estarão para correr comigo meu sobrinho e a sua esposa, que são "running trainers" e mais um grande amigo, que virá do Brasil e que me incentivou para que começasse a treinar a sério. E também agora o Nuno, todas pessoas muito especiais, que prometo que não vou decepcioná-los.
João Ralha, desta vez vou seguir os teus conselhos e também do Nuno Sentieiro e João Fialho: roupas leves , não iniciar num ritmo intenso . Enfim, a todos vocês, meus queridos irmãos, vou lá estar lembrando de todos e representarei com todo o orgulho os Run4Fun, na Meia-Maratona .
Mais uma vez muito obrigado.

RunHugs4All

Luis Matos Ferreira disse...

Uma crónica muito motivadora, Nuno!
Com toda essa motivação vais fazer uma excelente prova em Amesterdão. Continuação de bons treinos e vou estar a torcer por ti no dia 16.

Grande abraço.