sábado, 19 de dezembro de 2009

"Workshop de Running"

Prezados Amigos,

A organização da S. Silvestre de Lisboa organizou ontem o "Workshop de Running", a cargo dos profissionais Hugo Sousa e António Sousa, no qual tive o prazer de estar presente.

Para os que gostariam de o ter feito e não puderam deixo aqui uma síntese dos temas que foram abordados nessas duas horas:

1ªParte

Destaque para os cuidados de saúde que se deve ter na prática do “running”, com ênfase na preocupação em correr sem causar mais stress nas nossas vidas. Não se esqueçam que não somos profissionais e que no limite, queremos apenas “bater” os nossos parceiros!!! ; )

Equipamento, evidenciou-se a importância de se correr com uns bons ténis em função do clima e das características do praticante.
Evolução dos Ténis de corrida.
Evolução do têxtil com ligeira abordagem ás novas tecnologias. Por falar nisso, comprei umas novas meias de compressão que me custaram os olhos da cara!

Tecnologias de controlo de treino:

Electroestimulador, útil para o fortalecimento muscular e recuperação.

Diário de treinos, destacou-se basicamente a necessidade de monitorizarmos os nossos treinos para ter controlo sobre a evolução dos mesmos.

Diário online através das ferramentas, Garmin, Polar, Nike e outros, que permitem por exemplo, cruzar informação com um treinador á distância.

Onde e como treinar, com relevo para a segurança e sinalização.
A importância dos grupos de treino como o “Run4Fun”, que estimulam o treino mas podem causar dependência.

2ªParte

Grandes Competições; aqui o enfoque foi para a mítica “Maratona de Nova York” (o sonho de qualquer atleta como nós), e para a “Bupa Great North Run” em Newcastle, considerada a Meia maratona mais competitiva do mundo e que foi ganha este ano pela “nossa” Jessica Augusto.

Alimentação e Suplementação; porque não é possível tomar tudo o que se fala, destacou-se a importância do indispensável anti-oxidante e de um complexo vitamínico hidrosolúvel.
O antioxidante porque minimiza o desgaste do tecido celular e o complexo Vitamínico hidrosolúvel porque é dissipado pela urina evitando assim avitaminose.

Alimentação pré-competitiva, o aporte de hidratos de carbono e sais minerais.

Maltodextrina (em vez de açucares simples), que limita as descidas abruptas de açúcar no sangue. Quando recebemos muito doce subitamente, o nosso organismo em depleção, adapta-se diminuindo o índice de açúcar no sangue causando alguma fadiga muscular imediata.

Última refeição, realce para a importância de se comer 3 horas antes da competição para evitar que o sangue se concentre na digestão, acautelando deste modo um deficitário transporte de oxigénio para os músculos.

Pós-competição, hidratação imediata e reposição de hidratos de carbono.

Bibliografia recomendada:

Lore of running- Tim Noakes
Better Runs- Joe Henderson
How to train and run your best marathon- Gordon Bloch

Publicações recomendadas:

Runners World
Track&Field
Planeta running
Revista atletismo
Corricolare
Running Fitness

Filmes recomendados:

Chariots of fire
Saint Ralph
Run for your life
Without limits
Prefontain ( figura mítica, considerado por muitos o James Dean do atletismo, foi treinado por “Boreman”- fundador da Nike).

Conclusão:

Este evento foi o 1ºdo género em Portugal e na minha opinião, vocacionado para quem se está a iniciar na modalidade. Serve também de tónico para quem já corre há algum tempo por sua auto-recriação.
A não perder a próxima edição!

Renato Velez

2 comentários:

Paulo Curto de Sousa disse...

Renato
Obrigado pela partilha. Um abraço!

João Ralha disse...

Renato,

Muito interessante e parabéns pela tua capacidade de absorção dos conhecimentos e sua síntese