terça-feira, 13 de outubro de 2009

Saber ouvir os sinais do corpo quando a dor ataca

Agora que andamos uns quantos a gastar solas dos sapatos em longões de preparação para a Maratona de Dezembro, vale a pena ler o artigo do jornal “i” de 12 de Agosto último: “Exercício físico. Saber ouvir os sinais do corpo quando a dor ataca”, ver aqui.

4 comentários:

Paulo Gonçalves Marcos disse...

Muito pertinente.
De leitura quase obrigatória.

Recomendo também um outro sobre alimentação que aqui publicámos há duas semanas.

Jorge Simões disse...

Infelizmente, sei bem o que se paga quando não se dá ouvidos a quem manda - o nosso corpo.

É de facto um alerta deveras importante para todos nós.

Alfredo disse...

Eu sigo a ideia que "o corpo tem sempre razão" ... talvez seja por isso que os meus tempos são, digamos, moderados. Se bem que em tempo por kilo o meu desempenho melhora :-)

João Ralha disse...

Artigo com interesse.

Na minha experiência, só desisti de uma corrida, o ano passado, na S. Silvestre de Lisboa, aos 7km. Tive uma dor tão aguda no flexor da coxa esquerda que pensei que tinha uma rotura muscular.

Parei e passados 3 dias fui fazer, nas calmas, a S. Silvestre dos Olivais.

Mas se tivesse insistido e completado a corrida, provavelmente, teria mesmo uma lesão chata.

Há que ter cuidado. Concordo que desistir é muito difícil, mas por vezes não há mesmo alternativa.

E corremos por prazer, não por masoquismo